Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A BUNDINHA DO MEU IRMÃO CAÇULA É UMA TENTAÇÃO!



Olá, meu nome é Wallisson e tenho 19 anos. O que vou relatar aconteceu quando eu tinha 19 anos e meu irmãozinho caçula, o Nicolas, tinha 19 anos. Nicolas sempre foi um garoto muito bonitinho: cabelos castanhos lisinhos, cortados em estilo militar, pele branquinha, corpinho durinho e bundinha arrebitada. Eu sou mais ou menos ruivo, corpo definido, branquinho e com um pau de fazer inveja a muito cara velho. Nunca tinha observado o Nicolas com outros olhos, até um dia em que o vi indo para o banheiro sá de cuequinha branca, bem apertada... Caraça! Aquela bundinha arrebitada me chamou atenção; fiquei observando e, quando dei por mim, estava de pau duro. Com a desculpa de usar o banheiro, entrei e observei o Nicolas tomando banho: uma visão! Parecia uma garotinha, bem gostosinha e que bunda! Logo imaginei meu pau naquele cu. Tive que tocar punheta a noite toda. E assim fui levando a vida, cada vez com mais tesão no Nicolas. Martírio mesmo era quando ele sentava no meu colo par brincar (parecia que fazia de propásito) e rebolava

Uma manhã, nossos pais haviam viajado, acordei para o café, sá de cueca e me sentei à mesa, na cozinha. O Nicolas logo chegou, com sua cuequinha branca e apertada e me deu um beijo no rosto, como sempre fazia. Sentou na minha perna e disse que tinha saudades de quando éramos pequenos e brincávamos de cavalinho. Enlouqueci! Quando dei por mim, disse a ele:

- Nás podemos brincar de novo. Sá estamos nás aqui. – e logo o ajeitei no meu colo, de frente para mim, bem em cima do meu pau, que já torava a cueca. Quem flagrasse a cena, se excitaria com a pose em que nos encontrávamos.

Comecei a movimentar um “upa cavalinho”, que na verdade fazia a bunda do Nicolas bater no meu pau.

- Seu pau ta engraçado... – disse ele – ta cutucando minha bunda... – e deu um leve sorrisinho.

- Então é melhor a gente tirar as cuecas. – disse eu.

Tiramos as cuecas e logo encaixei aquela bundinha no meu pau. Comecei a olhar o Nicolas bem dentro do olho e perguntei:

- Ta gostando do cavalinho, maninho?

Ele, que já percebera o que estava acontecendo, apenas respondeu:

- Si-si-sim.

Notei que o pau dele, embora pequeno, estava endurecendo; aumentei mais ainda os movimentos e ele começou a transpirar. Sem cerimônia, segurei o pau dele e comecei uma bela punheta. O guri começou a gemer e me pedia para não parar. Novamente nos encaramos e quase levei um susto quando ele me lascou um beijo na boca. Não me fiz de rogado e chupei a língua dele. O guri gozou na minha mão e eu espalhei minha porra pela bunda dele.

Nos encaramos e eu disse:

- Vem comigo.

Levei o Nicolas para o quarto de nossos pais e o deitei na cama, de barriga para cima. Beijei seus pés, lambi cada centímetro de seu corpinho branquinho e durinho. Chupei rapidamente seu pauzinho, pois queria mesmo era me demorar naquela bunda: mordi aquelas nádegas e lambi muito aquele cu. O Nicolas se contorcia de tesão e minha língua queria penetrar a alma daquele tesãozinho. Subi nas lambidas e nos beijamos novamente. Disse a ele:

- Agora é sua vez. Vai mamar o pau do mano.

Ele não se fez de rogado e abocanhou minha jeba. Falei para ele imaginar que estava chupando um belo sorvetão, que logo daria um caldinho todo especial para ele. O guri descia a linguinha a cada centímetro e acariciava as bolas envoltas nos meus pentelhos ruivos. Fez um boquete como poucos fariam. O peguei no colo, o beijei novamente e disse:

- Vou te comer. Posso?

- Mas aí eu não vou ser viadinho, mano?

- Lágico que não! – respondi – Entre irmãos não existe esse lance.

O beijei de novo e comecei a acariciar seu pau. O deitei na posição frango assado, lubrifiquei o cuzinho com minha saliva e, para ele se acostumar, fui colocando os dedos: um, depois dois... O Nicolas rebolava que nem uma puta no cio. Aquilo me enlouquecia mais ainda! Comecei a enfiar meu pau, bem devagar. Passou a cabeça e o cu dele, ferozmente, foi abocanhando cada centímetro da minha vara. Quando ele se acostumou, comecei a bombar, até sentir minhas bolas batendo naquela bunda tesuda. Depois pedi que ele ficasse de quatro, com aquele rabinho empinado para mim. Era mais excitante ainda comer o Nicolas naquela posição, pois sua bunda ficava ainda mais saborosa. Eu não resisiti e comecei a estapear aquele guri safado. O Nicolas gemia e rebolava. Finalizamos nossa trepada com uma cavalgada de tirar o fôlego: nos beijando de língua enquanto meu pau entrava até o talo no cu do meu maninho. Gozamos juntos, encharcados de suor. O Nicolas sorriu para mim e eu o beijei. Dormimos juntos e abraçadinhos. Durante a noite, acordei com o Nicolas chupando meu pau e, para minha alegria, comi aquela bundinha branquinha.

Ficamos um bom tempo nesse joguinho, até o dia em que nosso pai descobriu...

Mas isso é assunto para o práximo conto!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico incesto casal estupra cunhadinhacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto erotico tiraram minha roupaconto erotico com baixinha da bunda grandevidio porno um loko da cabeça cumeu a força uma gostosa na cademiapassou a pamadinha e epurrou no cu da esposacontos porno gratis evangelicas submissas e chantageadascontos eróticos violentoscontos erótico deu o cu quando era moleque e me rasgarameu mae e filha contos de sexoContos Eroticos de meninos gays no orfanatoirma vagabunda safada irmao pirocudo contos cunhado corninhoContos eróticos heterossexualcontos erotico d fui dormi so d calçinha com papai me ferreicontos eroticos minha mulher me fez subimisocontos bebendo gozo do militarcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico do viadinho de calcinha na casa do tiocontos era pequena tava fio dentalcontos eroticos colocontos eroticos cu virgemconto erotico de minha titia rabuda la em casa na cosinhacontos gay gozando pela primeira vezkung puta bebada da minha cunhadameu irmão adora meus pezinhos contos eroticos podolatriaorando outros peitões da bundona gostosaTennis zelenogradboquete no filho contoscontos eróticos eu vi os tarados arrombaram a minha namorada contos gay 3 mendigosmeu marido viajou peguei o carro paguei travesti contosconos eróticos verdadeiro convenceu a mulher a a bundaContos meu compadre tomando banho em casa enquanto meu marido trabalhavav¨ªdeo porno lambendo o saco do cara?historia mulher quer transa com cachoro que seu maridor pediContos eroticos sobre irma fazendo faxinaa gozada mais rapida da estoria pornodoidocontos eróticos na cada de um casal de amigos O amigo dele me comeu contosconto erótico O Despertar de uma casadaConto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhacontos tia vai foder gostoso isso delicia vai issoContos eroticos de casadas safadas que traicontorelatoeroticoscontoseroticos.com/encoxei minha tia no trem lotadoContos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhocontos madrinha sendo chantageadatia de saia safada contopinto duro pra tu noivacontos fiz o cuzinho da mamãecontos eroticos calcinha desaparecendoCasada viajando contosContos eróticos: menininha da a buceta pro camioneiro bem dotadoempurando devaga no cu 30cA casada chupou meu pau no churasco contosconto eroticos/comeu minha mulher no matobucetiha tihomeu pai e meus irmaos me comeram contos eroticoscontos eróticos de gay e picudo pedreirosminha namorada apertando meu pau com a sua bucetacontos eroticos de novinhas sem calcinhafilha pelada contosContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas timidasmacho coñoca calcinha e da o cucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos de incesto familiarlouco pelo bumbum da minha irma contos eroticosnamoradalesbicacache:Mv8ofPqARV8J:tennis-zelenograd.ru/m/conto_4525_os-amigos-da-minha-adolescencia-i.html festa do pijama 8 série conto eroticocontos eroticos fiz caridade para os velhinhos com a minha bucetapraia pousada a buceta e o cuzinho virgem da tia fofinha contosContos de esposa estrupada pelo genro e gostandocontos eroticos alice com a buceta inchada