Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU MELHOR AMIGI DE INFâNCIA 2

Meu melhor amigo de infância 2



Continuando o primeiro conto quando estávamos voltando da mata Renato me pergunta se eu já tinha feito aquilo antes, respondi a verdade não. Foi quando ele mim confessou que nunca tinha comido uma mulher. Porque até então já tinha comido duas amigas nossa. Aquele papo de adolescente pegador. Ai ele mim perguntou quer me chupar de novo já me mostrando aquele pau enorme duro novamente, sá fazia uns dez minutos que ele havia acabado de gozar mais quando agente tem 19 anos e assim mesmo. Topei mais disse, vamos sair daqui, pois mesmo estando na mata era a via principal.

Entramos numa trilha fechada andamos uns dez metros e paramos logo Renato põe aquele pau para fora da bermuda e diz chupa kaio com vontade, antes de abocanhar aquela vara reclamei,vê se não empurra tudo, quase que vc me engasga. E novamente ele puxou minha cabeça ate o meus lábios encostarem nos seus ovos, afastei minha cabeça e ele perguntou deixa eu comer essa bundinha passando a mão na mesma. Fiquei com medo e vontade ao mesmo tempo, fiz charminho dizendo que tinha medo que nunca tinha dado para ninguém. E ele dizia vai deixa eu sentir minha rola nesta bundinha que deve ser bem apertadinha, vai deixa eu te fazer gozar também. Fiz um pouco de charme mais cedi e novamente perguntei “vc nunca vai contar isso para ninguém não é “ e ele respondeu nunca”, vai Kaio deixa. Quando baixei meu short, Renato veio cheio de dedos tentando empurrar o médio na minha portinha sá que estava sequinha e doía, disse a ele esta doendo e ele cuspiu no médio e indicador e voltou a tentar enfiar, eu ficava mamando enquanto ele tentava. Quando entrou o médio eu ficava fazendo movimentos de abre e fecha. meu cuzinho parecia morde o dedo dele e ele dizia esse cuzinho e muito apertadinho e esta mordedo meu dedo, estava muito gostoso aquele pau na minha boquinha e aquele dedinho enfiado no meu cuzinho, foi ai que eu comecei a gemer e ele a tentar enfiar o outro quando entrou doeu mais estava gostoso em tão ele me disse, para de me chupar se não eu vou gozar. e passou mais cuspe no meu cuzinho, sentou-se no chão e disse senta aqui mirando no meu cuzinho, sentei mais não entrava ficava forçando e nada ai ele disse fica de 4 eu fiquei na hora com minha bundinha empinada e Renato tentando entra forçava, e nada cuspiu novamente no meu cu e no seu pau foi ai que sentir aquela cabeçona entrando na minha bundinha pela primeira vez. disse a ele vai devagar que esta doendo. e ele me respondeu que o pau dele também estava doendo, mais que ele queria colocar todo dentro do meu cuzinho. Depois que entrou um poquinho mais, ele começou a bombar sem empurrar tudo, sentia meu cuzinho se abrindo cada vez mais, ardia mais eu olhava para traz e via Renato louco segurando na minha cintura como se eu fosse fugir, e isso me dava mais tesão foi ai que começou a arde mais, e eu disse ta bom, ta bom, ele se esticando todo gozou novamente sá escutava seus ais ficou parado dentro de mim alguns segundos. Tirou e logo parou de doer mais ele disse que seu pau não tinha entrado todo e que gozou logo pois seu pau estava ardendo também, quando olhei para o seu pau estava com a cabeça enxada e bem vermelhar. Coloquei o dedo na minha entradinha e estava toda meleca da de esperma e cuspe ardia um pouco. Então fomos para casa. Como se nada tivesse acontecido.

Passei a noite pensando no que tinha acontecido louco para chegar o outro dia.

Passei a manhã na escola pensando o que ia fazer, queria sentir aquelas bolas batendo na minha bunda. Quando cheguei em casa minhas irmãs estavam almoçando pois estudavam a tarde eram mais velhas que eu uma com 15, e a outra com 17. Assim que elas saíram fui tomar banho e aproveitei peguei a gillete delas e depilei os poucos pelinhos que haviam em minha bundinha ficou bem lizinha. Abri a gaveta de calcinha delas e fiquei experimentando gostei de uma vermelhinha, fil dental. Sá imaginava aquele pau enorme dentro espancando minha bundinha. Fui à locadora perto de casa onde eu podia locar filmes pornôs, pois eu sá tinha treze anos o atendente era amigo meu.

Quando voltei pra casa vi o Renato de frente a sua casa olhando para minha, fiz sinal chamando ele, discretamente que logo entendeu entrei em casa quando estava ligando a tv ouço Renato chamando na porta dos fundos perguntei pq ele não veio pela frente, disse que tinham alguns amigos nosso ali por perto, por isso achou melhor pular o muro que não era tão alto para chamar menos atenção já que ia entrar na minha casa. Coloquei o vídeo e pedir para ele me esperar, que eu ia ao quarto ele ficou sentado no chão encostado no sofá. Fui no quarto das minhas irmãs, peguei uma calcinha que já tinha separado vestir e minha bundinha parecia maior. Vesti uma saia de minha irmã por cima, e uma camisa branca. Quando cheguei a sala Renato diz tas ficando maluco, e se chegar alguém, calma não vai chegar ninguém. Fiquei de 4 em cima da almofada empinando minha bundinha Renato logo levantou a saia viu a calcinha pois logo o pau para fora perguntando de quem é essa calcinha, respondi Camilla, ele foi logo afastando ela para o lado e vendo o que eu fiz. Disse agora esta raspadinho, vou te foder ate as bolas, enquanto eu mamava aquela vara ele enfiava dois dedos no meu rabinho, eu fazia movimentos de abre e fecha, parecia que estava mordendo os dedos do Renato, e isso o deixava maluco. Perguntou se tinha algum creme hidratante, Espera que vou pegar, voltei do quarto com um frasco de leite de aveia da vene, perguntei se isso servia ele disse chupa mais um pouco meu pau, continuei mamando ele sentado e eu de 4, de repente ele tira da minha boquinha e diz se apáia aqui no sofá, meu rabinho ficou totalmente indefenso, pegou o hidratante e colocou bem na portinha, ficou empurrando e tirando os dois dedos e eu ficava mordendo eles com movimentos de abre e fecha foi ai que ele parou com os dedos e quando olhei, vi ele lambuzando aquele pauzão com hidratante, quando Renato me segurou pala cintura, disse a ele coloca devagar ta, quando senti aquela cabeçuda na portinha da minha bundinha assim que ela entrou, Renato segurou com força na minha cintura e socou de vez ate encostar as bolas, gritei discretamente mais se alguma pessoa estivesse passando pela frente de casa ouviria, falei para ele para, que estava doendo muito e ele disse calma que vai passar, continuei pedindo e ele parou de socar ficou imável ate eu me acostumar, perguntei a ele se seu pau dessa vez tinha doido. Ele me respondeu que não sentiu nada alem da minha bundinha espremendo seu pau, pois estava muito apertado, mais ele disse se depender de mim eu vou deixa-lo bem folgadinho. E tirou do meu rabinho deitando-se no chão em meio as almofadas e dizendo centa aqui vem, me ajoelhei virado para seus pés ele disse que visão que cuzinho, ai comecei a descer, quando coloquei a cabecinha na portinha ele novamente ficou eufárico já me puxando pedi a ele um pouco de calma pois ele avia me rasgado de 4 e ainda doía fui sentando cm por cm ate sumir completamente me apoiava em suas coxas e ficava subindo e descendo, Renato sá fazia gemer e dizendo vai engole essa rola toda, vai vou arregassar esse seu rabinho foi quando vi novamente os pés dele se esticando e ele gemendo vou gozar,vou gozar ai. Dessa vez sentir vários jatos lá no fundo do meu rabinho. Aiaiaiaiaiai. Quando sai de cima dele caiu um pouco de esperma na barriga do Renato, ele ficou morrendo de nojo pediu para ir ao banheiro pois queria se lavar, dei a ele minha toalha e ele foi para o banheiro fiquei arrumando as coisa e quando ele voltou eu já estava sem calcinha. Com roupas normais. E novamente saímos como se nada tivesse acontecido.

No práximo eu vou contar como aconteceu o vazamento do nosso segredo.



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinoconto pega na siriricacontoseroticossandyCont erot irmanzinnhaMAE E FILHA E TIA EM SURUBA CONTOIncesto com meu irmao casado eu confessoconto meu marido acha que sou santa mais ja dei o cuconto gay dopeicontos porno de casal pagadividafoto de conto eroticos da minha sobrinha pimentinhafudendo discretamente de ladinho na Praia cheiaa.mulher foi da a buc começo agritacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Estuprado na frente do filho conto eroticodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticominhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasconto erotico o soldado arrombou minha bucetacontos a crente que gosta de dar a bucetacontos meu marido que chupa meu grelo enfia calabresa na munha bucetaconto erotico tirei a calcinha da gataMinha mulher voltou bebada em casa contosContoseroticos novinha magrinha virgem estupradas pelo tioconto erotico peguei meu marido trepando cõm minha irma na camacontos eróticos cheirando a bunda de minha sogramamae me deu seu cuzinhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos sexo a ninfetinha tarada e virgemcontos eroticos mulher do meu conhadocontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhamunher ce mastuo eu ficontos eróticos brincando de casinhacontos eroticos de incestos dormindoSou gay e tranzei com um travest contos eroticocheirei a bunda da gorda conto eroticocontoseroticos.vip/hetero/dei-pro-amigo-do-meu-irmao/conto erotico meu avomulher leva enrabado de cachorroconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casavirgem sendo comida por 3 paus na sua bucetinha contoscontos eroticos troca casais com gravidezcontos de cú de irmà da igrejacomtos eroticos fui rouba e fudi a dona da casaContos eróticos metendo debaixo da cobertaconto gay dando na apostaconto eróticos lábios românticosdividindo a enteada teen com o filhomeu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contosHistórias contos ficticios e reais de sexo com travestisconto sarado lua de mel dando bucetaComi meu amiguinho jogando contos eroticoscontos meu amigo esta um bom tempo sem mete apica dele e muito grande egrossa eu vou da pra elecontos eroticos virei putacontos bucetinha novacontos escola sexovestida de caipira sem calcinhaSO CONTOSEROTICOS BIA DEU ATE O CU NO SOFA DO PADRINHOporno gay pai apostou cu para o vizinhocontos eroticos sobre voyeur de esposacontos de sexo anal em familiacontos buceta completamente peluda irmã de calcinha pela casaSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contocontos eroticos coroa gritou de dor no cú casa da maiteconto gay comendo meu vizinho gayconto peidei no pau do negaocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaloirinha bem branquinha dos olhos azuis dando seu cuzinho pequeno apertadinho e fal q ta doendocontos eroticos irmafui comida feito puta e chingada de vadiacontos minha mae se exibindo para mcache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html conto anal viuva cavalonaeu minha esposa meu comadre ea comadre contorose tapa na cara contos eroticosxconto fiz meu marido me chupar com porra de outro comeram minha mae na minha frente contoscontos amante da sogra desde antes de casartitio caralhudo noivo corninho esposa putinha contoscontos eroticos/comeu novinha peludinhaconto minha mae so me provova e me deicha de pau duroguri gozando na lajecontos eróticos esposo.foi jogar futebolcontos eroticos baba do filhoos meus amigos eatuoraram a minha mae contoconto gay troca troca com heterocontos traindo okinawan gélico pornôcontos de cú de irmà da igrejacontos esposas putas castigadas no cucontos eroticos namorado e amigo mesma camacontos eroticos comendo giovanamorro de tesão pela a minha madrasta/videoscont erot padrinho meteu tudomeu amigo travesti me comeu contoscontos erótico de coroas casados trancando com novinho BA baladas