Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO SITIO DO VOVO - III

Quando eu era jovem.



No sítio do vovô III



Continuação da parte 215.....



Como o dia foi bastante cansativo, depois de jantarmos fomos dormir, cada um em seu canto.

Com as bagunças do dia, ficou muito fácil pegarmos no sono.

Eu e o Rodrigo havíamos ficado no chão enquanto que o Zeca e o Marcos ficaram na cama, roncando e demonstrando que estavam dormindo profundamente.

O Rodrigo não estava nem ai e dormiu como um anjinho.

Eu levantei e fui até o lado no qual o Marcos estava dormindo e procurei seu pinto, olhando na penumbra que estava no quarto pela luz da lua que entrava pela janela.

Ele não esboçou nenhuma reação quando coloquei a mão por dentro do calção e segurei aquele pintão, que mesmo mole era bem avantajado.

Puxei o pinto para fora do calção, bem devagar, e comecei a beijar aquela ferramenta linda, com cheiro de sacanagem, como a Lea havia feito à tarde, sá para ver como era e que gosto tinha, pois achava que pinto era sempre nojento, cheirando e tendo gosto de xixi.

Coloquei a cabeça na boca e comecei a chupar lentamente, como a Lea havia feito, para que ele não acordasse.

Como ele estava virado para o meu lado, eu fiquei de joelhos no chão enquanto mamava aquela jebinha, a qual cresceu na minha boca, apesar de ele estar dormindo.

O Zeca estava deitado no outro lado da cama e, durante o sono virou-se para nosso lado, ficando com o pinto encostando na bunda do Marcos.

Tirei o pinto da boca e esperei os dois voltarem a ficar quietos para poder continuar a brincadeira.

O Zeca devia estar sonhando pois começou a bombar na bunda do Marcos, como se estivesse metendo no cuzinho do mesmo e o Marcos encostou a bunda mais para trás, de encontro ao pinto do Zeca.

Ai notei que o desgraçado do Marcos parecia estar acordado, sá curtindo com minha chupada.

Como já havia sido descoberto, subi na cama, tirando o calção e falando no ouvido dele para fazer o mesmo.

O Zeca continuava a mexer com o pinto na bunda do Marcos e parou quando tiramos nosso calção.

Ele também estava acordado, brincando com o rabo do Marcos, no qual passava a mão e cutucava com o pinto durinho.

Ficamos os três pelados na cama, com aqueles pintos durinhos e louquinhos para entrar em algum buraquinho.

O Marcos e o Zeca sá queriam se punhetar mas eu queria algo mais.

Decidimos que iriamos nos comer, num troca troca, com cada um uma vez e que seria sorteada ordem a comilança.

Fiquei em segundo, sendo que o Zeca iria levar a primeira e o Marcos a última.

Colocamos o Zeca deitado de bruços na cama e comecei a lamber o cuzinho dele, enquanto que o Marcos colocava o pintão à disposição da boca dele, que o Zeca colocou na boca, mamando com vontade.

Depois de lamber o botãozinho e deixa lo bem lisinho, fui enfiando o pinto no rabo do Zeca, que ficou bem taradinho em receber o meu pinto durinho, pedindo para que eu enfiasse devagar e bem gostoso pois não queria que doesse.

Depois de um bocado de ação, gozei bem no fundo, fazendo com que o Zeca desse uma gemidinha.

Fui tirando o pinto de dentro do cuzinho dele mas ele pediu para deixar ate ficar bem molinho, o que aconteceu alguns minutos depois.

Ai foi a vez do Marcos deixar o rabinho do Zeca feliz.

Falou para que o Zeca sentasse sobre o pintão duro dele e que fosse descendo devagar, conforme aguentasse o tamanho da jeba no rabo.

O Marcos deitou de costas na beirada da cama e o Zeca foi descendo devagar, encostando a cabeça do pinto na porta do rabinho, já bem lubrificado com minha saliva e com a gosminha que havia saído do meu pinto.

O Zeca falou que não ia ser fácil aguentar aquele cacete no rabo mas não desistiu, colocando a cabeça bem devagar para dentro do cú.

Assim que a cabeça passou pela entrada, o Zeca estava suando e resmungando que o rabo dele estava doendo e que queria parar, mas desceu mais um pouco e parou sá quando conseguiu colocar tudo para dentro, meio receoso das consequencias.

Começou cavalgando o pintão do Marcos, subindo e descendo por um bom tempo mas o Marcos não gozava.

Então, sem tirar o cacete de dentro do rabo do Zeca, o colocamos deitado na beirada da cama, com a bunda preenchida pelo pintão do Marcos, o qual agora comandava a bombada da ferramenta.

Depois de um bom tempo, o Marcos gruniu e gozou no fundo do rabo do Zeca que continuou a rebolar e empurrar o buraco de encontro ao pintão que estava espirrando a gosminha lá dentro.

Novamente o Zeca pediu para ficar engatado até o pinto ficar mole mas isso demorou um bocado pois o Marcos recomeçou o vai vem sem tirar o pintão de dentro do cuzinho do Zeca, ficando mais um bom tempo bombando ate gozar novamente.

O Zeca foi subindo na cama, com o Marcos enfiado dentro dele, até ficar sobre o travesseiro, pedindo para dormir engatado daquele jeito, pois não estaria em condições de comer o Marcos e eu.

Então pedi para que ele enfiasse o pinto no meu rabo para ficarmos os três engatados e o Zeca mandou ver, meio sem jeito com a jeba do Marcos enfiada lá no fundo.Depois de entrar, ficou quietinho para o pinto do Marcos não escapar do rabinho e eu, aproveitando a deixa, fui bombando com a bunda até que o Zeca gozou dentro do meu rabinho.

Dormimos os três enganchados com o Zeca bem feliz, com um pinto no cú e o dele no cú de outro.





Continua . . . .

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


só umbiguinhos lindos e peitos durinhosConto de cadelinha depósito de porra dos machos no barcontos eroticos dando pro vizinhoconto erotico estudandovirei um gay na adolescência contos eroticoscontos de casadas sendo assaltadas e estrupadas gozando gostosocunhadinha de 10 sem calcinha conto eroticocontos eroticos experiência inesquecívelcontos eroticos primeira transa sadomasoquista quando meu dono me deixou presaContos visinha de 19conto ertico casada japoneza no sitioconto veridico gozada dentro xoxota recifecontos er passando em casaconto de encesto meu nene e do meu filhominha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosContos eroticos peitudagostosa fastando pratras pra ser encoxada rabetaoouvido no quarto a irmã transandoconto abusando na punhetacontos eroticos gays e mendigoconto erotico com xupa minha xota paihttp://contos eroticos mulher pega carona e estrupadaprometeu dar o cuzinho virgem contos eroticosContos eróticos meu primo meu amor minha vida metecontos de cú de solteironaviagem com a tia solteirona conto foto eroticoconto gay meu irmão sacudiu o pau dele pra mim conto erotico eu minha esposa e uma garota de programacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casasobrinho mandando ve no cu da tia contoscontos de cú de prima coroaContos eroticos - me come vai, mete maninho.contos eróticos lado solteira e sua filhinhaCasada viajando contosxvidio amaciando a esposamais que irmaos contos eróticos virgenscoroas peitos durinhos bicudo bundas gggcontos eroticos de advogadas coroascontos erotico dono de sitio meti com a esposa dos empregadoCasada viajando contoscontos eroticos jogo de cartas com a cunhada e a sogra juntascontos de mulleres mijadassvídeos e contos eróticos de gays novinhos bonitos afeminados perdendo a virgindadecontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos eróticos traí meu marido sem quererconto inversao depilou meu cucontos porno sou puta dos meus cachorroscontos de coroa com novinho contos eroticos fui corno na lua de mel e gosteiconto erótico engolircontos aposta game tive chuparconto gay chupou depois do futebol Fui Comida pelos colegas do colegios contosminha vizinha de calcinha me chama em sua casa contos eroticoscontos me ensinaram a bater uma siriricaCasadoscontos-flagrei.contos eroticos Fabianacontos eroticos enrabando o cliente bebadoFoderam gente contos tennscontos eroticos infanciacontos eróticos de incesto minha mae no meu colocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos minha mae imploro pra mim come o cuzinhovideo de porno com machos a força brutameneteContos eroticos da lele alessadracontos de sexo no bar aii meti vaiConto erotico viuva carenteconto porno enfiaram um ovo no meu cucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos namorada na praiaconto erotico traindo a namorada debaixo das cobertas no escuroeu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpaminha tia chegou bebada e eu vi ela pelada oq eu façocontos sou baiana e adoro paus grandesconto tio trai com sobrinho travesticonto gay dopeicontos de cú de irmà da igrejaFoderam gente contos tenns