Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

POLICIAL DO ôNIBUS

Sou Pedro, 19 anos, 180cm de altura, branquinho, olhos claros, cabelos pretos e em forma (nem gordo e nem sarado). Estava voltando pra Viçosa-MG, cidade em que estudo, de ônibus normalmente, quando entra um policial fardado. É comum que policiais entrem como caroneiros em ônibus, por isso ele ficou em pé, bem ao meu lado.

Assim que ele parou eu percebi a mala dele. Dei uma checada em seu rosto e seu corpo. Era bem saradinho e com uma carinha não muito atraente, mas qualquer pessoas com farda fica bem, não é verdade? Com a sua mala na altura do meu ombro e quase do rosto, ficava secando a todo momento. Até que o primeiro passageiro passa atrás dele. Meio que sem querer, creio eu, ele encosta sua mala no meu ombro. Olho pra ele com cara de aprovação e ele corresponde. A partir desse momento, toda curva e todo passageiro que passa é motivo para que ele esbarre a mala em mim “sem querer”.

Depois da terceira ou quarta vez, sinto que o volume começou a dar sinal de vida. Fiquei ainda mais empolgado e mais malicioso nas ocasiões em que acontecia mala e ombro. Umas três cidades antes do meu destino final o tal policial desce, mas não antes de fazer sinal para que eu o acompanhe. Normalmente seria uma loucura fazer isso, afinal de contas eram três cidades antes do meu ponto. Porém não pensei duas vezes e fui atrás dele. Ele andando pelas ruas, mostrando o caminho, e eu atrás, carregando minha mala e tudo mais. Umas quatro ruas depois ele para em frente a uma casa, me mostrando onde eu passaria a noite. Ele abriu a porta, entrou e esperou que eu entrasse também.

Não esperou nem que eu deixasse as malas no chão e já me agarrou em um beijo dos mais quentes que eu experimentei até hoje. O cara, acima de tudo, tinha uma pegada fdp. Nos roçamos muito, até que ele foi, ainda sem dizer nada, me conduzindo até seu quarto. Era uma casa bem simples, do tipo que a pessoa sá pernoita, já que mora em outra cidade. Mas a sua cama tinha alguma coisa especial. Talvez a experiência de um dono que sabe fazer as coisas.

Foi tirando a minha roupa enquanto eu ia tirando a roupa dele. Beijos intermináveis e deliciosos. Arrisquei um pouco mais e fui beijando todo o seu corpo. Realmente era sarado. Peitos maravilhosos, um abdômen invejável e um pênis delicioso. Não era exageradamente grande, devia ter uns 1819cm. Era reto e possuía uma cabecinha rosada, linda e grande. Seus pentelhos eram bem aparados, mas ainda com aparência máscula (odeio totalmente depilados).

Chupava furiosamente enquanto ele gemia. Bolas, corpo e cabeça. Era tudo meu e eu estava me deliciando. Ele resolveu fazer o mesmo. Me jogou em sua cama de barriga pra cima e me chupou todo. Tive que segurar muito para não gozar logo de cara. Ele realmente tinha a experiência que aparentava. Depois de dez minutos me chupando loucamente, me colocou de bruços, pegou uma camisinha e gel e veio ferozmente pra cima de mim. Não tinha como resistir àquela ação, e na verdade eu nem queria. Pela primeira vez ouço a voz dele falando “Que cuzinho maravilhoso” e começa a enfiar, pouco a pouco, para que nem eu e nem ele sintamos nenhum tipo de dor.

Trepamos em todas as posições possíveis: quatro, lado, bruços, frango assado, e outras que eu nem sabia que existiam. Ele gozou, depois de algum tempo, em meu peito. Nos beijamos por mais algum tempo e ele pediu que dessa vez eu o comesse. Fui ao delírio. Não esperava que um cara gostoso e machão daqueles pedisse uma coisa do tipo. Na mesma hora peguei a camisinha, coloquei e segui os mesmos procedimentos que ele. Gozamos juntos, dessa vez no peito dele. Nos beijamos por mais algum tempo e eu dormi por ali mesmo, de conchinha a noite toda.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico comia a buceta fedida de merdaConto porno apanhei na bunda na fazendaconto erotico bundinha de garotonovinha pede arrego da piroca do vovô contos eróticoscontos comi uma pequeninacontos gays seu tiaocontos gozei sem me tocarcontos de mulheres viciadas em dar o cu so para o cunhadocontos de lesbianismo no acampamento de escoteiras contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchaconto erotico bunda amiga da maecontos cunhada casada contoscontos erotico siririca com cenouracontos escravizada por chantagenscontos eroticos estrupador gozou dentro das mulherescontos eroticos infânciafotos de buceta sendo lambinda e gritandocontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucodermatologista gostosa contoscontos excitantesde sexotextos viadinhos estrupados gozada boquinhaprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foracontorelatoeroticosdespedida de solteira com negros contosconto erotico gay meu dono convidou um negao pra me fodermuile fudeo nacaxueracontos eróticos- virei mulher do meu paisou puta e pratico zoofiliaporno club conto eroticos de meninos gayscontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalcontos eroticos com meninas novinhascontos eroticos esposa me deucontos abusadocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimcontos eroticos minha esposa e eu dentro do onibuscontos eroticos estupradas por animaisnegrinha foi faser masagem cabo sendo estrupada pornoConto de putinha que adora ser cadela de muitos machosO'Amante Daminha Mulhercontoscomi minha cunhadinha dormindoo dia que levei.uma.gozada no.anus da travesti contocontos eroticos, dei a buceta pro traficantecontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casasexo.piralho.comendo.o.cu.da.coroa.casadacontos de incesto dez anosContos eroticos descendo escada de saiateen recem casada contoscontos joguinhos com mamae 6 contos eróticos de bebados e drogados gayscontos irma mais velhacontos eroticos com garotos mais novossegurou a filha para tirar cabaçoCasada viajando contoscontos eroticos bebi demais e comi minha tiacontos dando de mamar para filhinha engulin porracontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eroticos de podolatria com foto desejando tira as meias dos pes de primas pra chuparConto erotico dei meu cuzinho pela 1vezcontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadeconto minha enteada dormiu com a bunha pra cimaminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosContos erotico peguei minha mae a forçaconto gay papai gosta que chupem o pau deleMeu chefe me agarrou e me vomeu adorei - contos gayex bem dotado contocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigo contos g meu amigo jogador conto de chorei com a pica grande de um negao no meu cu virgemcontos eroticos a patricinhaconto erotico esposa sendo duplamente penetradaconto eroticos fui obrigado a fuder minha irma num estuproconto erótico não resisti dei para meu primoporno pesado arrombando relatoscontos erotico com.foto de travesti trasado levado gozada na bocaCheiro de rola de machos de academia suado contos gayspraia pousada a buceta e o cuzinho virgem da tia fofinha contosvi outro gozar na boca de minha mulher contosconto erotico meu tio deu uma calcinha de presente para minha esposacontos de menina crentecontos eroticos a filha da vizinhapai e filinha pequen q deixa pai come ela contoshistoria de contos de sexovovo incesto