Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ADOREI SER ESTUPRADA

Ola, meu nome é Cristiane sou uma mulher que gosta de sexo de todas as maneiras. Adoro dar, gosto de ficar arrombada e sou muito safada. Meu namorado se chama Vinicius, um homem bonito, gostoso e sabe como comer uma mulher e faze-la muito feliz.



Nos gostamos muito de transar, na nossa cama, na sala, na cozinha, no banheiro, muito romantico, muito safados, na rua, em um beco escuro, no carro, em um cinema, sá nos dois, com outros casais. Ele gosta de ver a sua puta sendo estuprada por varios homens ao mesmo tempo.



Muitas vezes o Vi precisa viajar, e enquanto ele esta fora nos falamos por telefone, e ficamos nos provocando, e sempre acabo me masturbando falando com ele ao telefone, falamos das coisas que estamos com vontade, eu falo que quero dar para ele, que a sua puta esta tarada, com a buceta molhada, e o Vi fica falando como esta com o pau duro, que esta louco para comer a minha buceta molhada, e sempre me faz gozar.



Em sua ultima viagem, antes dele embarcar, conversamos por telefone e começamos a transar bem gostoso, fiquei muito molhada e quase gozei, assim como o Vi. Combinamos que assim que ele chegasse eu o pegaria no aeroporto e iriamos transar muito.



Fui muito bonita ate o aeroporto, estava com um vestido tomara que caia, sem soutien, com uma calcinha fio dental branca, de rendas, e com sadáilias altas, como ele gosta.



Quando ele chegou, veio me dar um abraço muito forte, estavamos com muita saudade e com muita vontade um do outro. Ele me deu um beijo demorado, molhado, me esfreguei em seu corpo, podia sentir que a minha buceta estava ficando molhada, e o pau gostoso do meu namorado estava ficando muito duro.



Saimos do aeroporto e fui fazendo muito carinho nele, eu estava com muita saudade do homem que amo, e aproveitei e comecei a provoca-lo. Falei que enquanto ele estava fora eu havia me masturbado bem gostoso, e que pensei nele todos os dias, qeu a minha buceta estava com saudade dele, latejando de tesão. Peguei sua mão e coloquei por dentro da calcinha, ele abriu minha xaninha, sentiu como eu estava molhada e tb como a minha bucetinha estava depilada, carequinha como ele gosta. Ele começou a tocar uma siririca bem gostosa para mim, eu gemia bem gostoso, e passava minha mão pelo seu pau, abri sua calça e tirei aquele caralho gostoso para fora para bater uma punheta.



Ele abaixou meu vestido deixando meus peitos para fora, fiquei de quatro em cima do banco e comecei a mamar a sua rola como uma puta, ele aproveitou para levantar meu vestido, e passar seus dedos na minha bunda, no meu rabinho apertado, estava tão gostoso que nem percebemos que havia um caminhão ao nosso lado e que tudo o que estávamos fazendo estava sendo observado pelo caminhoneiro.



Do aeroporto estávamos indo direto para Ubatuba, onde passaríamos um final de semana so nosso, cheio de amor.



Paramos em um posto na estrada para tomar um água, comer alguma coisa para continuarmos a nossa viagem.



Descemos de mãos dadas, namorando. Entramos na lanchonete, pedimos um salgadinho e nos sentamos para come-lo. Nos sentamos grudadinhos, nos provocando, fazendo carinho, aproveitávamos para nos masturbar.



Estávamos tão entretidos com o nosso tesão que não percebemos que estávamos sendo observados.



Precisei ir ao banheiro, que era um pouco afastado. Fui sozinha e la de dentro liguei para o Vi, falei que estava muito molhada, que estava esperando por ele, e estava nua.Assim que ele entrou, estávamos sozinhos, sai peladinha, so de sandálias, fechei a porta, ele me agarrou e me deu um beijo gostoso, me apertando, eu estava molhada, ele me virou de costas, abaixou sua calça, me encostou na parede e meteu seu pau na minha buceta de uma so vez, me chamando de putinha, ta no cio né minha cadela, com vontade de ser arrombada pelo seu dono. Falei que sim, que estava no cio, com a buceta latejando, e falando para o meu dono me comer gostoso.



Estávamos quase gozando quando percebemos que dois homens estavam no banheiro conosco, nos olhando. Paramos assustados: “Voces estavam transando tão gostoso, continuem, estamos gostando. Esta sua mulher é uma vaca, hein? Uma piranha, com uma buceta e uma bunda gostosa.”



Paramos o que estávamos fazendo, o Vi ficou na minha frente, peguei meu vestido, e qdo ia vesti-lo, o hoimem falou, “ah putinha, fica assim, fica, nos vamos fazer uma festinha com vc, vai dar bem gostoso e vai me chupar como estava chupando o seu namorado no carro” E ele falou que havia nos observado na estrada e falou que deveríamos sair do banheiro. Vesti meu vestido, e saímos, o Vi segurava minha mão, estávamos um pouco assustados, mas com tesão tb.



Ele nos fez entrar no caminhão, e la dentro tinha mais um homem. Era um caminhão grande, destes que tem um parte atrás do banco.



Eles colocaram meu namorado no banco, amarrado e de costas para nos e falaram: “Agora sácio, fica escutando o que nos vamos fazer com a sua cadelinha, vai ouvir a sua puta gozar com uma vadia”



Os dois se encostaram em mim, beijavam meu pescoço, tiraram meu vestido, e começaram a passar suas línguas por todo meu corpo enquanto metiam seus dedos por todos meus buraquinhos.



O Vi tentava se virar para ver o que estava acontecendo comigo, e com um pouquinho de esforço conseguiu se soltar um pouquinho e ficou nos olhando.



Eles me colocaram de quatro, um deles me abria com as mãos e lambia a minha xaninha, falando que era muito gostosa, e o outro colocava seu pau na minha boca, e me fazia chupa-lo. Eu estava gostando da situação, olhava nos olhos do meu namorado e conseguia ver que ele tb estava gostando.



Os dois revezavam ora um me chupava ora dava meu pau para chupar.



Eles me chamavam de puta, piranha, um deles se deitou, e mandou eu cavalgar em seu pau, estava sentando, qdo ele esfregou seu pau no meu cu, e falou que iria arromba-lo, e de uma so vez o meteu forte, deixando meu cu arrombado. Ele me fazia cavalgar forte, rápido, fazendo meus peitos balançarem. O outro aproveitando a situação, abriu minhas pernas, e meteu seu pau na minha buceta. Eu estava com dois paus dentro de mim, cavalgando como uma eguinha, sentindo lambidas na orelha, estava muito molhada, e acabei gozando assim.



Os dois tiraram seus paus dos meus buracos e me mandaram chupa-los ate que eles encheram minha boca de porra e me mandaram engolir tudo.



Não satisfeitos, eles pegaram meu namorado, me mandaram ficar de quatro para ele e falou que era para ele gozar na minha boca. O Vi tinha adorado o que viu, mas ele falou que antes de gozar na minha boca ele queria meter no meu rabinho, que estava arrombado. Ele me segurou pela cintura, e meteu de uma so vez no meu cu, forte, me chamando de cadela, de vaca, e quando estava para gozar, tirou seu pau, me fez chupar e gozou muito na minha boca.



Depois disto, os caminhoneiros nos soltaram e falaram que eu era uma puta profissional.



Entramos nos carro, nos abraçamos forte, o Vi me beijou apaixonadamente. E falou: Japonesa, eu estava com muita saudade de vc!!!!! Eu falei, “Amor, eu tb estava com muita saudade!!”.



Fomos para Ubatuba, e passamos um final de semana maravilhoso e com muitas surpresas, que eu contarei para vcs um outro dia.



Se quiserem escrever, nosso mail e [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Xvidio conto errotico traicaoFoderam gente contos tennsconto erótico casada leva rola sendo xingada de putaConto erotico gay rasgaran meu cucanto erotico comi meu primoparticipei de uma suruba contosContos eroticos empregada humilha a patroaconto sexo vilma e bety rabinhoconto erotico sentado no colo baicha saiacontos eroticos real engessadanora putacontosmeu cuzinho contraindo no teu pauconto erotico iniciada por meu tioVovozinha da buceta peidandoContos eroticos eu e minha familiaPuta desde novinha contoscontos de cú de irmà da igrejaminha mae enfiou o dedo no meu cucasa dos contos eróticos jogo mamãepiru inchado conto xxxconto gay me sentindo mulhercontos eroticos beijando com porraConto meu marido me obrigou a trepar com o mendigoRelatoeu meu amigo comeu minha esposa e eu mim dei mauContos eróticos estrupada por bandidos inversão contos eroticos tennisfui arrombado no cuzinhoComprei um vibrador para minha esposacontos casada nao resistiucontos sacsnagencontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaPorno sauna com loira e a namorada ciumentaContos eróticos curraram a mamae no onibus lotadocasada da bunda maior de todas contosconto vendi arrebenta cu minha filhaCabaço novinho gozando dentro da tia escondidocontoscontos eroticos namorado da minha mearromba todo diaSou casada fodida contoporn contos babesitter em casa familianegra estuprada na frente so marido contos Agarrando o pênis com tesãosubria/luiza/fudendo/na/fazendatravestis comedo o cuzinho de homem amarrado e amordassandocontos eróticos amigo gay e um hetero praia nudistagostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecontos eroticos chantagei meu padrinhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos minha cunhada viu eu mijanocontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anoscontos erótico menininha no orfanatosem.kerer.emtrei.no.bamheiro.e.peguei.mimha.tia.peladona.com.a.xoxota.toda.cabeludacontos de travecos comedorescontos eroticosproibidoseios da esposasaindo fora da blusa no sexocasada chantageada e submetida aos limites contos eroticosConto meu marido me devorou na madrugadaminha mulher d sainha dando pra mim e um amigo jegao contosconto erotico humilhado na festameu genro comedor de cuconto erotico virgem colegialcontos de cú de irmà da igrejacolocando devagar na bundinha vestidinhoComtoerotico profesorinhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casagayzinho passou rebolando na minha frente contoo importante e gozar e ser feliz conto eróticoconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada contos eroticos com mulheres de 60 anosa puta mulher do meu irmão contos eróticosconto erótico meu vizinho viúvodou para o meu irmao contoscontos de no dedinho do padrinho