Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TUDO COMEÇOU COM MEU MEDICO

Ola, eu sou Vera e Luiz é meu marido. O que vou relatar, para a maioria de vocês pode ser muito bobo, mas vocês têm que entender algumas coisas. Tenho 39 anos, sou casada a 19 anos e tenho 2 filhas, uma de 19 e outra de 19 anos. Tanto eu como o Luiz somos de famílias tradicionais em nossa cidadezinha que fica no interior de São Paulo. Financeiramente vivemos tranquilos, o Luiz é empresário e eu sou professora universitária. Bom, vamos ao que interessa. Quando jovem eu era uma mulher bonita, tinha um corpinho que não era de se jogar fora, sempre que saia na rua notava os olhares gulosos dos homens para mim. Com o passar do tempo, logicamente fui envelhecendo e o que é pior, fui engordando. Comecei a me achar muito feia. Não tinha mais vontade de sair, pois nenhuma roupa dava certo em mim, o Luiz não reclamava, mas sentia que ele não tinha mais aquele tesão que tinha antigamente por mim. Um belo dia, conversando com ele, resolvi mudar. Comecei um regime e depois fiz uma lipo-escultura e coloquei silicone nos peitos e na bunda. Fiquei me achando uma nova mulher linda, maravilhosa, e super orgulhosa dos meus novos peitos e principalmente da minha bunda que ficou lindíssima, e que antes era a parte do meu corpo que menos fazia sucesso. Quando resolvemos fazer tais cirurgias nos indicaram um medico muito bom em São Paulo capital. Marcamos uma consulta e fui no dia marcado com o Luiz. Quando expliquei ao medico o que queria ele mandou que eu tirasse minha roupa. Já que ele era um medico e eu estava com muita vontade de voltar a ficar gostosa, obedeci. Ele então chamou meu marido e disse o que ia fazer. Sá que para dizer o que ele faria nos meus peitos, ele os segurava e dizia ao Luiz como faria e como ficaria, e fez a mesma coisa com a bunda, barriga, coxas em fim com todo meu corpo. Pra falar a verdade pela minha cabeça não passou nada, uma vez que para mim era apenas uma consulta medica. Acabada tal consulta saímos da clinica e fomos para nosso hotel, já que como disse o medico era de SP e ficamos num hotel para podermos dormi e voltar no outro dia já que a viajem era de mais de 3 horas. Para minha surpresa, ao chegarmos no nosso quarto o Luiz disse que tinha morrido de tesão em ter me visto nua na frente de outro homem e ele ainda ter pegado em meus peitos e bunda. Confessou ainda que essa era uma fantasia que ele tinha a muito tempo mas não tinha coragem para me falar. Transamos e ele gozou como nunca. A parti daí sempre que transávamos comentávamos esse fato. Fiz minha cirurgia, correu tudo bem e quando voltávamos a clinica para uma nova consulta e o Dr. mandava que eu tirasse a roupa o Luiz ficava maluco de tesão. Passei alguns meses me recuperando e quando voltei a ter uma vida “normal” sempre que transávamos comentávamos do medico me bolinando e gozávamos maravilhosamente. Pouco mais de um ano depois da minha cirurgia, tive que ir a um congresso em Salvador. Como Luiz estava precisando descansar resolvemos ir os dois. Um dia antes da nossa viajem o Luiz chegou em casa com um presente, era um biquíni, ele pediu que eu experimentasse, era muito pequeno, mas ele disse que queria que eu o usasse em Salvador. Fiquei um pouco receosa, pois nunca tinha saído em publico com tão pouca roupa, mas ele veio com aquele velho papo de que lá não tinha ninguém conhecido, e como na verdade eu também estava com muita vontade de exibir meu “novo corpo” disse que estava certo. Chegamos em Salvador numa quarta-feira a noite. O congresso seria na quinta e na sexta. Enquanto estivesse no congresso, o Luiz ficaria “livre” e a partir da sexta a noite, eu estaria liberada para sairmos, no domingo voltaríamos para nossa cidade. Quando entramos no nosso quarto tirei minha roupa fiquei sá de calcinha e disse: “Venha ver minhas calcinhas que comprei para nossa viagem”. Era uma calcinha fio dental, coisa que também nunca tinha usado, dessas calcinhas fio dental mesmo, que na bunda não tem nada apenas um fio entrando nela. Perguntei se ele tinha gostado, ele disse que sim, e que nunca tinha me visto tão gostosa. Disse a ele que nessa viagem, sá usaria calcinha assim, ele disse átimo. Perguntei se ele gostaria de saber porque, e ele disse que gostaria, disse que era para que se eu tivesse que ir me consultar com algum medico, ele também poderia olhar minha bunda nova. Ele então veio para cima e mais uma vez transamos imaginando outro medico pegando minha bunda e meus peitinhos. Na quinta-feira voltei tarde e cansada, o Luiz estava no quarto deitado, quando tirei minha roupa que fiquei sá de calcinha ele disse que eu realmente ficava maravilhosa nessa calcinha e veio para cima de mim e transamos mais uma vez. Na sexta-feira cheguei no hotel por volta das 19 horas, na portaria me informaram que meu marido estava no bar da piscina. Quando cheguei lá ele estava bebendo com outra pessoa. Ele me apresentou, era o Walter, um hospede do Rio que viajaria na manhã seguinte para Fortaleza. Eles tinham se conhecido lá na piscina se deram muito bem, e ficaram bebendo e batendo papo o dia todo. O Walter precisava, por causa do trabalho, acessa a Internet, mas o computador do hotel estava quebrado ele ia sair para procurar algum local para acessar, mas o Luiz disse que quando eu chegasse emprestaria o lap top, que sempre levo para os congressos. Subimos então os três para nosso quarto, organizei todo o lap top, acessei a Internet, e deixamos o Walter a vontade na sala que tinha na entrada do nosso quarto e ficamos no quarto propriamente dito conversando e bebendo na mesinha que tinha perto da cama. Perguntei ao Luiz o que ele tinha feito durante minha ausência, ele respondeu que alem de beber, ele já esta no maior fogo, tinha ficado na piscina com o Walter, olhando as gatas de biquíni. Disse então: Há safado enquanto eu trabalho você fica paquerando. Ele então disse: Nada disso, apenas olhando e mesmo assim quando o Walter via alguma mulher gostosa, eu respondia dizendo que ele não sabia o que é mulher gostosa, e se ele ficasse ate amanhã e te visse na piscina de biquíni ai sim ele ia ver uma mulher gostosa. E o Luiz completou: Te elogiei tanto que ele sá não adiou a viajem porque não pode, mas estava doido para te ver de biquíni. Então eu disse ao Luiz: Amor já que você quer tanto que ele me veja de biquíni, eu posso tirar minha roupa e ficar sá com a minha calcinha nova, acho que ele acharia bem melhor. Você não acha ? Ele me chamou de safada e me beijo e depois sussurrou no meu ouvido: Quem ta doido para te ver sá de calcinha sou eu, assim que ele sair você me paga. Ficamos conversando e bebendo por uma meia hora ate que o Walter entrou agradeceu muito e ficamos os três bebendo e falando da maravilha da vida moderna, de como a tecnologia nos ajuda, e de como ficou mais fácil nossa vida depois da Internet, o celular entre outras coisas. Ate que o papo passou para os avanços da medicina. Eu comentei então da minha cirurgia que tinha sido maravilhosa e não tinha deixado praticamente nenhuma cicatriz. O Luiz então, colocou uma mão em cima do meu peito, e completou, não tem diferença entre pegar num peito com ou sem silicone, sem falar que com silicone fica muito mais bonito e ninguém nota a cicatriz. Você devia ficar para ver amanhã na piscina como Vera esta gostosa. Walter então disse: Realmente da para notar que você tem um lindo par de peitos, mas infelizmente vou ter que viajar. E acrescentou, alem do mais você estaria de sutiã, não tinha como ver nada. Se é para ver como ele “desafia a gravidade”, da para notar nesse seu vestido. O Luiz então disse: É verdade, você não veria os detalhes. E acrescentou “Vera tira esse vestido deixa o Walter ver seu peitinhos e sua bundinha.” Isso mesmo Vera, deixa eu ver o orgulho do teu marido, acrescentou Walter. Como já tinha bebido algumas doses e já estava morrendo de vontade de tirar mesmo, olhei para Luiz e ele fez sinal de positivo, então em poucos segundos estava eu sá com uma minúscula calcinha. Luiz então pediu para que eu virasse para o Walter ver minha bunda. Logicamente que atendi, quando virei senti duas mãos nela, era o Luiz de um lado dizendo veja como não sente diferença, e o Walter alisando no outro lado, logo depois estavam os dois pegando nos meus peitos. Imaginem vocês, uma mulher que nunca teve coragem de tirar um sarro na frente de outras pessoas, agora estava sendo acariciada, vestindo apenas uma calcinha, por dois homem, e um deles era seu marido. Minha boceta já estava toda molhada, eu já estava que não me aguentava de tesão, e antes que eu trepasse com os dois, resolvi sair com a desculpa de ir tomar banho. Entrei no banheiro e foi direto me masturbar. Gozei logo e fiquei pensando como faria para sair do banheiro, pois tinha medo de sair e transar com os dois e no outro dia o Luiz dissesse que estava muito bêbado e que eu tinha me aproveitado da situação. Bom, tomei um banho muito demorado e como tinha que sair mesmo, e teria que sair apenas enrolada na toalha, já que não tinha roupa no banheiro, disse seja o que Deus quiser. Me enrolei na toalha e sai. Ao sair o Luiz que já estava nu, disse, O Walter já foi deixou mil beijos, disse que você era muito gostosa. E você por que demorou tanto, estava se masturbando? Respondi: Você me deixa nua na frente de outro homem, acha pouco, pede para ele pegar nos meus peitos e bunda. Lágico que fui me masturbar antes que vocês me comecem. Ele não disse nada, apenas tirou minha toalha me beijos e levou para cama. Transamos maravilhosamente. Ate pensei que ele não fosse conseguir gozar, pois quando ele esta muito bêbado nunca consegue, mas acho que foi muita emoção e ele gozou e muito. No outro dia quando acordamos ele me olhou e disse: Nunca pensei que tivesse tanto tesão em ver outro homem te acariciando. E mais uma vez transamos. Fomos para piscina, eu com meu biquíni pequenino, mas depois da noite de ontem era a mesma coisa de estar de calças compridas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sobrinhocontos encoxaram mamaecontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos fiquem sem calcinha procar meu paiorgia com velhas contos eróticoscontos eroticos minhas filhinhaspedreirocontoseroticotravesti gata cerdo etrupada bebada dopadaFoderam gente contos tennscaralho anaconda destruindo cucontos eroticos de prima chupando sacocontos eroticos duas mulheres e um adolecente climaxcontos gays picantes o filho da vizinhaenquanto meu marido assiste o jogo da seleção o porteiro me dá piroca grossa contosver coroas no baile de Carnaval chupando pau passando a língua no sacomeu primo me comeu no churrascontos com sogra gostosatravesti adoro calcinhas fio dental e o vibrador da minha irma contor sou homemcasada meu patrao me comprou e arrobou meu cu virgem contos eroticosconto erotico com cunhado velho coroa grisalhocontos eroticos de novinhas dando p cacetudossexo meu irmao quer fazerpornodoido mulher e estrupada aforca e amarada au sai. do banhocontos eroticos para a mulher se masturbarconto abrindo a buceta da mulher como de uma egusMinha irma pos uma legue sem calsinha para mim ver contoscontos eróticos sadomasoquismo argola enfiada na bucetaconto erotico com o papai cowboytitia perguntou se ja tinha comido um cuzinho xnxxsou carente meu sogro pintudo contoscontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavaloscontos eróticospapai e filhinhacontos eroticos estuprada pelo clienteComtos eroticos com cumada novinhameu tio me chupou e eu não aguentei e pedi pra ele tirar meu cabacinhodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos eróticos mamãe mim deu de bandeija para seu namoradoencoleirado contos sex gayminha tia chegou bebada e eu vi ela pelada oq eu façoDei a um cara que tinha elefantismo no pau contosconto erotico: estrupeiconto erotico minha mulher no assaltocontos erótico de casada bi certinhaempregada me masturbando nu contossobrinho de caseteduro amputa para pretos contoeu tenho 22 anos de idade minha tia linda e gostosa ela e separada do seu ex marido minha tia ela me convidou pra eu ir viajar sozinho com ela pro litoral no final de semana eu e minha tia fomos sozinhos no seu carro pro litoral eu e minha tia fomos pra um hotel minha tia disse pra mim meu sobrinho vamos pra praia eu disse pra ela vamos tia pra praia minha tia foi pro banheiro ela saiu do banheiro com um biquíni fio dental eu disse pra ela tia você e linda de biquíni eu fui com ela pra praia minha tia disse pra mim pra eu passar bronzeado nela eu comecei a pensar bronzeado nela eu e minha tia fomos embora da praia pro hotel minha tia disse pra mim pra eu ir tomar meu banho primeiro no banheiro eu fui pro banheiro toma meu banho eu sair do banheiro minha tia foi pro banheiro toma seu banho eu fiquei deitado na cama minha tia ela saiu do banheiro enrolada numa toalha minha tia tirou sua toalha na minha frente ela ficou nua ela deitou na cama ela me deu um beijo na minha boca ela disse pra mim meu sobrinho fode minha buceta eu chupei seu peito eu disse pra ela tia sua buceta raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta ela gozo na minha boca ela pegou no meu pau ela disse pra mim sobrinho você tem um pauzao ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gemia no meu pau eu fundendo sua buceta ela gozo ela disse pra mim meu sobrinho fode meu cu conto eróticocoloquei a madame pra gritar no meu pau contosenchemos a boceta de porraporn contos eroticos casada se prostituindo para ajudar em casaSou casada fodida contocontos eróticos sentindo dorcontos eroticos primeira vez de um homem com outroContos eroticos encoxando homem casadocomvidando e comendo amiga de sua mãeViadinho minha mãe resolveu reformar o banheiro contos eroticoscontos ela gostou encoxadacontos eróticos locador com comeu a inquilinacontos eroticos gay inocente enganadoContos eróticos rabudinha chorou na picacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casapercebi que meu irmao gemia mais quandosaia conto erotico gayconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradofotografando para um amigo conto euroticocontos completos quentes esfregando so pra judiar pedindo masminha cunhada mim chamo pra trnzarmeu vizinho casado me comeu mestruad contoacontos porno travestis estupros sadomazoquismodepilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana Conto arrombada por vovô e o caovidios novinhas dos mamilps diros pontudoscontos eróticos coroas dormio e fudia no ônibusconto erotico sodomizado biContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas novinhascomendo a cunhada linda das coxas grossas e peitos lindos contos eroticoscasadoscontos estrupada por pivetes Pornô.de4.na.anacondasento desde cedo gay contoconto erótico viadinho de calcinha é enrabado na construçãoRelatos eroticos reais ; flagrei minha mae dando o cu para um pedreiro coroa .contos gays com gémeoscontos eroticos 'e dando que se recebe'depois direto para fudela dormindoTodos dias pego carona e chupou a rola do primo do meu maridopeguei carona com caminhoneiro conto sexocontos eroticosde incestos anal chorandona picaContos real de entiada trasado com padrato rjcasal bipassivos .e se criolao dotadao casadoscontosconto mae gostosa incestocontos tive um orgasmo na bicicletaChantageada e comida contosconto coroa gordinhaenchi a boca na pomba grossa