Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INICIEI MEU PRIMO

Tenho um primo cuja diferença de idade entre a gente é de uns 4 a 5 anos. Certa vez, quando eu já era iniciado, por volta dos meus 19 anos, ele foi passar uma semana em casa.



Com a diferença de idade, eu na puberdade e ele ainda uma criança, os interesses eram diferentes. Eu não queria mais brincar de carrinho como ele e mesmo assim, teria que aturar o moleque por uma semana, já que estava em minha casa e eu teria que hospedá-lo.



Pois em um certo dia eu estava tocando uma no banheiro quando minha mãe bate à porta:

- Você vai tomar banho? Estamos de saída e seu primo vai ficar com você. Tudo bem?

Meio a contra gosto concordei e voltei para o que eu estava fazendo. Terminando fui tomar um banho. Deixei a porta aberta depois de falar com minha mãe e meu primo entrou no banheiro depois de um tempo. Ficou conversando comigo enquanto eu tomava banho. Certo tempo depois olhei pelo box e vi que ele estava sem roupas. Perguntei:

- Porque você está pelado?

- É porque sua mãe disse para eu tomar banho e aproveitar que você já estava aí...



Achei tudo isto muito estranho, mas como não era inocente, fiquei fitando o pau dele. Não passava de um dedo mais grosso. Achei graça, mas não comentei nada. O meu pau já tomava forma e tamanho definitivos, logo, estava orgulhoso. Falei para ele, depois de enrolar um tempão debaixo d'água:

- Entra aqui então para você tomar banho.



Ele entrou no box e não pude deixar de perceber que estava tendo ereção. Eu também não me contive e estava com o pau muito duro. Fiquei acariciando a cabeça do meu enquanto ele tomava banho e o cacetinho dele não baixava também. Daí, do nada ele me pergunta:

- Qual é a coisa que você mais gosta?

Vieram tantas coisas na cabeça, mas estava a esta altura já meio que me masturbando de novo e por isso a voz saiu até um pouco trêmula:

- Não sei... Porque?

- Porque eu sei! É sexo!



Comecei a gargalhar. O que diabos aquele moleque estava falando? Instintivamente perguntei "O que?". Daí ele começou dizendo que adorava "sexo". Falava a palavra mesmo, dando a entender que ele não manjava nada do riscado. Já morrendo de vontade de gozar, perguntei pra ele se então ele queria fazer "sexo". Ele abanou a cabeça e disse:

- Vamos fazer assim: eu me esfrego em você duas vezes e você se esfrega uma, já que seu pinto é maior que o meu.

Concordei com a idéia e já virei a bunda pra ele, esperando que ele passasse a cabeça pelo meu cuzinho, abrisse minha bunda ou algo do gênero. Para minha decepção, ele apenas encostou seu pipizinho em meu rego e já foi virando para que eu pudesse fazer minha parte. Então passei o pau em todo seu reguinho, o que o assustou:

- Não pode colocar dentro! É assim que faz filho e pega doença!

Percebi então que alguém tinha ensinado algo a ele, mas tinha ensinado tudo errado, hehehe...

Falei pra ele:

- Olha, a gente é homem e não engravida... Além disso nás somos primos e nos conhecemos. Não temos doença nenhuma! Vou deixar você me comer para mostrar que não tem nada errado.

Empinei a bunda e orientei ele para colocar a rola em mim. Foi uma sensação engraçada, pois apesar de ser pequeno, consegui sentir muito tesão! Era como se fosse um dedo mais grosso, e mesmo assim, estava em ponto de bala!

Ele foi fazendo os movimentos de vai e vem e eu ditando o ritmo ora mexendo a bunda, ora pedindo pra ele fazer os movimentos. Chegou uma hora que não aguentei mais e gozei na esponja de banho. Ele se assustou, tirou o pau de mim e perguntou o que tinha acontecido. Expliquei a ele e perguntei se ele queria experimentar. Como ele não iria conseguir gozar em mim, fiz um boquete junto com uma punhetinha nele até que ele gozou. Saiu aquele líquido ralo, em pequena quantidade e vi pela sua cara que entrava em um mundo novo de descoberta.



Daí disse a ele que faltava ele dar para mim. Ele me disse que não iria dar. Realmente, não sabia se ele ia aguentar meu pau, não que fosse muito grande, mas ele era apenas uma criança. Daí peguei um banquinho que havia no banheiro e deitei meu pau nele. Fiz com que ele se sentasse em cima, fazendo tipo uma concha com seu reguinho. Comecei a me esfregar e logo gozei. Ainda arrumei fôlego para que cada um tocasse uma punheta, pois ele adorou a sensação. Sá não consegui que ele me chupasse.



A partir daquele dia, pedi para minha mãe para que dormíssemos no mesmo quarto e sempre que dava, tomávamos banho juntos. O ritual era o mesmo. Consegui penetrar nele por poucas vezes, mas ele reclamava muito da dor e não continuava. Foi uma das melhores semanas que passei com meu priminho, iniciado na arte do sexo!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos Eroticos com Robertaconto erotico com velho do barimagens de conto de homem macho transando com entregador de pizza machogabriel o hetero proibido conto eroticos gaycontos eróticos menina dá o c* por balascotos erotico noviha dando o cucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto gay sendo estuprado em que a dor é maior que o prazerconto erótico denyro da piscinacontos de cú de irmà da igrejaConto amarrada abre mais vadiaPutinha De Rua ContosConto erotico gay sr.juvenalcontos incesto lavando a pepecaConto erotico Gay gozei dentro do cumarido da mae bolina menina contosmeu filho e meu marido conto eroticocontos eróticos cunhado retardadoconto erotico de mulher casada socando o pepino na buceta e cenoura no cuzoofilia conto como treinar sua cadelacontos eroticos currada garganta profundaContos erótico de cdznha verídicoSexos historia tranzei com um entregadorcontos casada nao resistiutia gostosa praiatraimiminha oze aminho pidinho rola bucetaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindo no sofacomendo a deficiente contos eroticoscontos minha mulher olhando o volume do caracontos de cú de irmà da igrejaContos eróticos curraram a mamae no onibus lotadoela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com elecontos eroticos meu avô me obrigou a chupar eleContos bucetinhas religiosasContos eroticos o homem da oficina deixa eu ver o pau delea diretora da escola me comeu no motel contos eroticos lesbicoscontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadesenti o pauzao dele no fundo da minha buceta/derramando muita porracontos eroticos madrasta enteada namoradoTennis zelenograd contoconto erotico nenhum pelinhocomi minha esposa e dua irma vou vontar como foimeu tio safado gosta de mim ver de vestidinho curto pornocontos dormimos na barraca eu marido e sogro e o sogro me rabou noite interacontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeuvideo fui brinca de lutonha acabei gosandodeserto conto heterocontos eróticoseu sou bem dotadoconto erotico ninfetinhamulher depravadaconto virei menina gozeiContos eroticos exibindo para o vizinhoContos eróticos eu de shortinho por baixo do cobertormulher. safada. botado o leite do peito para foracontos minha picona na titiaconto eroticp de titia rabuda la em.casa so de sainhacomi a bocetinha da minha maninha e o conto de encoxei minha irma gostosinhacontos vazando porratotalmente submissa aos carinhos dele pornosequestradaxvidiocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosminha esposa me contou suas aventuras sexuaiscontos eroticos vovò gostosa se depilando de perna aberta na frente dos netosConto erotico mendiga peituda 60 anosdando a esposa.para sr de idade conto eroticosou um viadinho submisso de minha mãe contoscontos de cú de coroa religiosacontos eroticos eu e mamãe fodidas na fazenda castigando o rabo da minha esposa com a ajuda da sogra contos eroticosbuceta pro maninho separado contospornô Panamericano sentar na mesa eu vou ver para mimcontos eroticos com cachoroscontos eroticos fui mora com meu namoradoconto erotico meu marido mim ensinano dpcomo enraba uma colega. de trabalhoconto de enfiaram uma garrafa no meu cu e me arrom.baramCasadoscontos-flagrei.conto erotico sexo pepinoTenho 103 cm de bunda.conto eróticoalgus dono de escravos estrupavão escravascontos eróticos comendo minha patroacontos eroticos familia unidameu cachorro emgatou no meu cu cintocontos eroticospais e filhas novinhasfidendo uma nnda gigabte carnudaCONTO FODIDA E SURRADA PELO PIRRALHO