Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
J est liberada a rea de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI PELA PRIMEIRA VEZ COM UM TRAVESTI

Durante um tempo em que eu fiquei desempregado, arrumei uns bicos com um amigo meu fazendo manuteno em micros, instalando perifricos, formatando, instalando softwares, essas coisas. Num dia desses eu fui atender a um chamado domiciliar. A mulher que ligou se chamava Amanda e solicitou uma visita. Como meu amigo no estava, l fui eu atender o chamado. Ela me passou mais ou menos as coordenadas do que havia acontecido e eu peguei alguns CD´s e ferramentas e fui. Era um sobrado muito bonito, muros altos cobertos por trepadeiras, grama na frente. O porto era todo fechado e no deixava ver l dentro. Toquei o interfone e esperei.

“ – Quem ?”, uma voz feminina atendeu.

“ – o tcnico. Vim ver o computador.”

“ – S um momentinho.”

O porto abriu e eu entrei. Na porta da sala apareceu uma loira de quase dois metros de altura. Parecia uma modelo. Cabelos compridos at um pouco abaixo dos ombros, olhos verdes, bunda arrebitada, seios fartos. Realmente muito bonita. Ela estava usando um vestido de pea nica que vinha at o meio das coxas, sem mangas e com um decote que deixa eu ver aqueles lindos seios.

“ – Pode vir por aqui.”

Entrei na casa e ela me levou at o andar de cima. O computador ficava numa sala grande com vrios livros. Um tipo de biblioteca. Sentei na mesa e comecei o trabalho. Em quinze minutos j havia resolvido o problema. Sabe como , o problema estava na pea que senta em frente ao monitor.

“ – J acabei.”

“ – Nossa. To rpido assim. Achei que fosse demorar.”

“ – O problema era bem simples.”

“ – Alm de bonito voc tambm rpido ?”

Com uma pergunta dessas, mesmo que tenha sado sem querer, eu tinha que soltar uma boa.

“ – Sou rpido s quando necessrio. Geralmente prefiro ir mais devagar para poder curtir um pouco.”

“ – mesmo?”

Ela se aproximou de mim e comeou a passar a mo no meu peito.

“ – Que ferramenta voc usa quando precisa ir mais devagar?”

“ – Esta aqui.”

Peguei a mo esquerda dela e pus sobre a minha cala. Ela abriu meu zper e tirou meu cacete pra fora.

“ – Como ela grande. Deixa eu testar pra ver se funciona.”

A Amanda se abaixou e comeou a me chupar bem gostoso. Ela j tava me deixando louco. Depois de alguns minutos ela se levantou e fomos at uma outra sala onde tinha um sof. Eu sentei e ela tirou minha cala e continuou a me chupar.

“ – Deixa eu ver essa gostosura que voc tem a debaixo deste vestido.”

Ela se levantou e virou de costas. Foi tirando o vestido me deixando admirar seu rabo. Ele se aproximou e comeou a se esfregar no meu cacete. Puxei ela pra cima de mim e comecei a esfregar os seus seios. Quando coloquei minha mo dentro da calcinha tive uma surpresa. Ela era um travesti!

Cara bem que eu tinha desconfiado da voz. Mas tambm no tinha como desconfiar e agora que tinha comeado iria at o fim.

“ – Gostou da surpresa?”

“ – Me surpreendi sim. Nunca tinha transado com um travesti antes.”

“ – Ento aproveita bem.”

Ela se levantou, tirou a calcinha e voltou a me chupar.

“ – J chupou um antes?”, ela perguntou.

“ – No.”

“ – Experimenta o meu ento.”

Ela se levantou e aproximou seu cacete de mim. Nunca tinha feito isso antes mas, como estava acostumado a ser chupado, sabia como deveria ser chupado. Coloquei o cacete da boneca na boca e chupei-o bem gostoso.

“ – Nossa. Como voc chupa gostoso. Deixa eu te chupar tambm.”

Deitamos de lado no sof e ficamos um chupando o outro. Depois de um tempo ela se levantou e eu sentei novamente no sof. Ela veio de costas e eu enterrei meu cacete no rabo dela.

“ – AI, que gostoso. Mete em mim, vai.”

Meti gostoso nela. Mudamos de posio e ela ficou de quatro. Fodi ela por uma hora e depois gozei tudo na boca e nos seios dela.

“ – No precisa pagar pelo servio. J est bem paga. Quando precisar novamente, pode me chamar.”

“ – Acho que esse computador vai comear a dar pau toda semana.”

Essa foi a primeira vez transei com um travesti. O micro da Amanda deu pau outras vezes e numa delas conheci uma outra boneca amiga dela, a Paloma, morena clara, uma delcia.



Caso alguma boneca bem feminina de campinas queira se corresponder comigo, meu e-mail : [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casamae amigo contono qiintal cumi o cu da crente vigemtrai com meu irmao contoscontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijocontos eroticos - isto e real. parte 3contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaMae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadocontos erótico me rasgaram mo acampamentodog pegando vovo contosminha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandoconto mulher e enteadaContos eroticos-lesbica enfiado virgemver contos eroticos de irma dando pro irmaoconto comi minha diretoraminha mulhet deu pra outrocontos eroticos eteros na adolecencia virei puta de mes amigosconto erotico minha mulher mandonatitio viu minha bucetinha e achou linda contoscontos cris super dotadocontoseróticos loira na ÁfricaContos pornos-mamae deu um selinho no meu paucontos eroticos violadaconto erotico samuelconto erotico sogra seu filho tem um rola grossaconto eroticos papai disse pra eu trazer minhas amiguinhas virgensrelato erotico meu filho me secava doisCasada viajando contosContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadascontos titia do cuzinho gostosofingi que dormia e minha mulherco uma conto erotico contos eróticos com comadrevideo porno de anos gozando dento e escorredocontos papai i eu na sala com um amigocontos verídicos com garotas teensПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-okinawa-ufa.ruconto erotico mulher fodendo com varios vizinhosconto erotico a filha curiosacontos eróticos, fui brincar, virei putinha dos meninosEstupro gay conto gay pedreirohomem emcravidando muhercontos o corno senpre finge estar bebadoesperma do meu filho contos incestosPorno dentro do trem verídicocontos eróticos porno primeira vez com a namoradacontos erotico gay fofinhoconto mãezinha chupou minha b******** e gozei na boca delacontos eróticos me obedece putinhacontos eroticos mijando na calcinha maecontos erotico defrorado pelo irmão mas velhoContos eroticos humilhadacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorroContos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparemmeu coninho deixou nosso filho mim fode gostoso contox coroa tranzando com entisdocontos veridicos de japa com negao de pau gigantetroca de casais com vovô contoContos eroticos mamae filhas gemeas e o titio roludo Contos o caminhoneiro me chupou inteirachupei o grelo da minha amante contos eroticosdeixei outro homem gozar dentro conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casarelatos eroticos traição consentidacontos eróticos entrr amigas e irmãoflaguei minha esposa varias veses se masturbanoContos eróticos jogo de seduçãomeu pedreiro gostosocontos eroticos filha obedientecome minha vovo de poi micome negaocontos eróticos seduziram a minha mulher na boatecontos eroticos paty porteiroconto.erotico minha tia baiana velhaconto erotico adoro dar meu cuvideos de sexos melado de margarina no cucontos cris super dotadoamigo emrabando o outro contotia ponha pau torto do sobrinho no cuContos vovó no banhoSou casada fodida contocontos minha namorada pelada meu amigoRenato shortinho coladinho fazendo na rolacontos eroticos meu padastro mim estropo no onibusConto erotico o velho me chupavafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nela