Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCANDO DE BONECA, MAMANDO DE VERDADE II - A PROSTITUIÇÃO

Estava com 19 anos quando fui passar o final de semana na casa da minha prima Luisa. Já estava com o corpo formado, seios desenvolvidos, quadris largos, mas ainda era magra para a minha idade. O que mais me incomodava nem era ser magra, mas ter as pernas finas. Mesmo assim era bonita, tinha um rosto de boneca o que me ajudou muito futuramente. Luisa com os seus 19 anos era tudo o que um homem queria, umas coxas bem torneadas, uma bunda maravilhosa e seios grandes, duros, poderosos. Era a sensualidade em pessoa, eu me orgulhava muito dos finais de semana em sua casa. Assim que cheguei, Luisa me disse que teríamos algo especial para fazermos à tardinha, iríamos a casa de um senhor vizinho dela que morava no final da rua. Perguntei o que faríamos lá e ela cochichando disse-me que ela pagaria 50 reais para ver nás duas transando. Achei que era brincadeira dela, mas ela disse que o velho era tarado por garotas transando e que ela ia algumas vezes a casa dele e recebia 20 reais sá para ser chupada! Topei a brincadeira, transava com Luisa mesmo de graça, se ganhasse uns trocados, que mal poderia haver nisso?! à tardinha nos arrumamos, Luisa foi de saia e blusinha e eu de vestidinho. Disse a minha tia que iríamos ao shopping bater perna. Saíamos, passamos em frente a casa do coroa, mas não entramos, demos a volta na rua, paramos na esquina e ficamos disfarçando ali. Uma luz piscou na sala, era o sinal para entrarmos, Luisa puxou-me pelo braço e entramos. O tal velho era uma coisa horrorosa! Barrigudo, pelancudo, poucos dentes na boca, por volta dos seus 65 anos, não era de se admirar que tivesse que pagar para ter "companhia"! Se chamava Bartô, olhou-me com desejo e estremeci em pensar naquele velho me tocando, logo eu que não tive nenhuma relação sexual com homem algum, apesar de não ser mais virgem. Fomos para o quarto do coroa que já foi logo tirando a roupa e sentando numa poltrona que ficava em frente a cama. Luisa devagarzinho foi se despindo na frente do velho e eu constrangida com a presença dele, tirei o vestido logo de uma vez. Deitamos na cama, Luisa me beijou gostosamente de língua, enfiou um dos dedos na minha xoxota que já estava molhada, tirou os dedos melados e chupou lentamente, sugando todo o melzinho que havia neles. Desci minha boca nos seios duros, chupei com vontade, modisquei, suguei aquela delícia! Luisa segurava minha cabeça enterrada em seus seios e forçava a minha boca a descer até sua xoxotinha toda depiladinha. Desci a cabeça e enfiei minha língua na sua xoxota e um dos meus dedos no seu cuzinho. Luisa gemia, se contorcia toda, pressionava minha cabeça para que eu metesse cada vez mais a língua na sua xoxotinha. Com uma das mãos livres ela mesmo acariciava seus mamilos duros de tesão. Meu grelinho inchado, pedia urgentemente a língua de Luisa. Esqueci completamente o velho sentado na poltrona e suguei todo o gozo que já escorria da xoxotinha de Luisa. Ela gemia descontroladamente, mais até que das vezes anteriores. Fiquei de quatro para que Luisa enfiasse a língua no meu cuzinho e com os dedos metia e tirava da minha xoxota. Luisa não sá metia sua língua gostosa no meu cuzinho, mas lambia e mordia cada parte que alcançasse. Eu rebolava na cara dela e sentia as pernas tremer, queria gozar logo. Luisa tirou a língua e enfiou os dedos delicadamente em mim. Primeiro dois dedinhos, depois o terceiro e por fim a mão inteira dela fechada já estava dentro de mim, me socando, me rasgando por dentro, que delícia! Senti uma dorzinha gostosa, uma sensação de puro prazer. Gozei, gemi, gritei. O velho saiu da poltrona de pau duro e gozou em cima da gente! Um jato de porra escorreu pelas minhas costas, já que eu estava de quatro, respingou também na cara da Luisa. O velho insatisfeito ainda, enfiou aquele pau horroroso na boca da Luisa e ela sem se importar chupou com vontade! O velhinho se contorcia todo, pensei até que teria um troço! Mas não houve outro jato de porra, a brincadeira terminou por aí. Nos vestimos, Luisa cobrou mais 20 reais por ter chupado o pau do coroa e saímos de lá com 70 reais no bolso, o que para mim era dinheiro, já que não recebia um centavo dos meus pais de mesada. Fomos para o shopping e torramos o dinheiro lá. Achei tão fácil ganhar o dinheiro, não precisava nem tocar no velho, acabei voltando outras vezes. Esse foi o primeiro episádio que levou-me a prostituir-me tempos depois.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dormindo ao lado conto eróticocontos eróticos gordinhas na ginecologistacontos gay virando menininha para os amigostrepafa de caronaporno incesto contos eroticos familia pecadoconto safadoSou casada fodida contoCuzinho gostoso contosporno gey contos eroticos comendo priminho no colegiocontos eroticos sobre voyeur de esposaCasada viajando contosquadrinhos e contos eroticos a inquilinacontos de casadas o negro desconhecido me arromboulindasapertadascontos sexo minhas meninas do sitioContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3contos de coroa com novinhoFoderam gente contos tennsporno gey contos eroticoscontos necessitava de rolaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindobuceta pakerou chupou pediu pauCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contosporno contos eroticos comeu priminha inocente nas feriasgarotinha conto eroticonovos contos eróticos mulheres encinando seus cachorros a cheirar e laber suas bucetascontos eroticos fui castigadacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eróticos gay homem enfiou cu pivetinhoensinei minha filha a transarcontos eroticos castigada ao extremaArombaram meu cu na cabine eroticaconto erotico tia putafilmes de televisao pornosconto erotico comi a mulher meu vizinho seios ggpornoido colega de aulaAdoro dar o cu para o papa contoscontos erotico madrinha me masturbandocontos casada vira festa em faculdade e trai maridoconto erotico fazia tudoque meu tio mandavatirei a virgindade da menininha contossexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reaucache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html Contos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeucontos erotico mi ha esposa e eu no ci emaContos eroticovirei submissocontos eroticos minha namorada virgemConto erotico o shorti.ho que meu marido comprouconto o inimigo do meu pai me comeu contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos beija minha boca cheia de porracontos eroticos adoro tomar leitinho do papaiconto fui entubado quando molequeSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contocamila da o cu ao pedreiro contosContos eroticos danadinha colo do velhoconto eróticos marido fracocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos mae crente babando no pau do filhoContos eroticos minha esposa e um meninoO amigo dele me comeu contoscontos pornor me comeramcontos eroticos gay ficticiosContos eroticos danadinha no colo velhoconto erotico gay: meu amigo japones me arrombouliliane sabe quero seu cuconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagrafui na casa de massagem e fui enrabada contos eróticosFoderam gente contos tennsnovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôcontos eroticos decornos amigosfudeno com duas gostoda e cozamo na caraenfiando as havaianas na boca contos eroticosencoxada no aeroporto contoscontos eroticos festa a fantasiaconto de sexo ele e ela me comendo muita tapamenina matuta conto eroticicontos eroticos gay no meu primeiro dia de aula na faculdade esbarei nele sem wueter mas percebi que era um babsca mal efucafpfazer sexo anal com cachorro pequeno e possivel ficar engatadoamigo do meu marido dano de bom frenre dele e mim chatagiado contos eroticocontos zoo velha carenteconto erótico velhafodas de esposas q gostam de ser curradasporno gey contos eroticos ferias c coleguinhacoto de espoza na chacara do amigocontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraocontoseroticos cavermapastor gozando contos gayconto erotico enfermeira estupradacontos eróticos virei marido da minha irmãtia tranzando com sobrinho cabassaocontos eroticos a menina nen peito tinha ainda contos eroticos mais excitantes de casaissobiu no cu delaContos eroticos desci pra toma agua na cozinha o amigo d meu esposo tava la tambemSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mim