Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI O FILHO DA VIZINHA PARTE II

Bem, para continuar esse delicioso relato gostaria de informar alguns detalhes para que possam sentir um pouco do clima e o tesão que senti naqueles bons momentos, posso afirmar que foram meus melhores dias onde o clima foi de intenso prazer...



Juninho com seus 19 aninhos branquinho um corpinho delicioso, lisinho, piroquinha bem pequena (operado da fimose), tanvez do tamanho do meu polegar, a bundinha era linda, bem redondinha, com um cuzinho mais lindo ainda, era rosadinho...



Eu tinha 19 anos na epoca, alto, magro, mas um magro proporcional, poucos pelos, um cacete de 18cm (operado da fimose tambem) de média grossura...



A casa que eu morava com meus pais era um sobrado, meu quarto estava com as venezianas entre abertas com a cortina fechada, minha cama com um lençol vinho, uma TV na estante... o clima era de cineminha, um ambiente bem aconchegante e agradavel...



Como disse no relato anterior, passamos o resto da tarde brincando, beijando, e nos conhecendo... as 17hrs Laura (nome ficticio) mae do Juninho ligou avisando que estava a caminho de casa e que chegaria as 18hrs para pega-lo (ela morava a 3 casas vizinha da minha)...



Juninho me olhou com uma cara triste como de quem quer mais tempo e disse: - posso pedir para minha mae me trazer amanha? – eu prontamente disse que sim mas que nao queria que ela desconfia-se de nada, estava novamente temeroso com tudo que estava acontecendo, ... ele me abraçou e falou que tinha amado aqueles momentos.



Laura chegou as 18hrs, mandei que ela entra-se que eu ia pegar a mochila do Juninho, ela concordou e me perguntou se poderia deixar ele no dia seguinte e que assim que sair do trabalho correria para pega-lo... foi quando eu aproveitei a deixa e falei que estava totalmente a disposição pois gostava de ficar em casa e que seria uma boa companhia para mim, disse tambem que ela nao precisava se preocupar em correr nem com o horario pois eu nao sairia mesmo. Entreguei a mochila e ela se foi com o Juninho.



As 7:30 da manhã seguinte ela voltou com meu anjinho, entrou, entregou uma sacola com algumas frutas e queijo e perguntou se eu precisava de alguma coisa... respondi que nao... ela me chamou de lado e me perguntou se eu iria sair a noite... afirmei que nao... entao veio a grande surpresa... ela me perguntou se eu me importaria de ficar com o Juninho ate as 21hrs... novamente afirmei que nao teria problema algum, imaginando que ela iria namorar, afinal era separada, e disse: “se quiser deixar ele dormir aqui nao tem problema algum”... os olhos dela brilharam, acho que ela queria isso mesmo, devia estar doida pra passar a noite fudendo com o namorado.... ela aceitou de sopetao ... e eu fiquei em estado de alegria total, ela saiu se despedindo... olhei para o Juninho que ja me olhava de uma maneira doce e cheia de vontade.



Tomei meu cafe da manha com ele e comecei a fechar todas as janelas da casa, estava um dia chuvoso, o ambiente ficou muito agradavel, começamos a nos beijar na sala, ele nao tirava o olho do meu pau que ja estava duro e latejante debaixo da minha bermuda, eu tirei sua roupa e o deixei so de cueca, ficamos varios minutos nos beijando e ele agora apertava meu pau com sua maozinha, fiquei nu, meu pau ja escorria e gotejava, entao perguntei se ele queria lamber, ele carinhosamente começou a lamber, perguntei se estava gostando, confirmou que sim e disse que era salgadinho e gostoso, comecei a retribuir, tirei sua cueca e agora estavamos os dois pelados, o coloquei por cima e iniciamos um 69 delicioso, aquela piroquinha pequena na minha boca e ele lambia bem devagar minha glande, nossos pintos pulsavam de tesao... como ele era pequeno nao conseguia abocanhar todo meu cacete, pedi que toma-se cuidado com os dentes, e continuavamos na mesma posição, ele por cima de 69, eu chupava seu saquinho vendo aquele cuzinho lindo piscando e me chamando, comecei a chupar o seu reguinho e tentava enfiar a lingua de vez em quando... podia sentir seu cuzinho pulsando em contraçoes na minha lingua... o cheiro era delicioso, nossos corpos tremulavam de tesao, nossos coraçoes acelerados, eu ja estava com o gozo pronto para explodir mas me controlava...



Descidimos subir para meu quarto, ele foi na minha frente e eu ia vendo aquele cuzinho lindo enquanto subia as escadas, coloquei ele de quatro na cama e voltei a lamber seu reguinho, pedi para ele abrir mais a bundinha, ele pegou com as maos nas nadegas e abria bem, eu enfiava a lingua no seu cuzinho e ele contraia com pulsaçoes ritmadas, aquilo me deixava em extase, o cheiro, a pele, as pulsaçoes... tudo era perfeito... perguntei se ele queria sentar em meu colo, ele concordou, fiquei sentado na beira da cama, peguei em sua cintura e o coloquei sentado em meu colo, meu pau se acomodou entre suas nadegas e agora eu sentia suas contraçoes no meu cacete que respondia da mesma maneira, tinhamos um ritmo perfeito, a cada latejada do seu cuzinho meu pau latejava em seguida formando uma sincronia alucinante, nossas contraçoes eram incontrolaveis, nao faziamos porque queriamos, nossos corpos eram comandados pelo tesao mutuo, nossas respiraçoes eram ofegantes, estavamos suando e ele deslizava suas costas em meu peito e sua bundinha no meu membro, eu lambia, chupava e beijava sua nuca e seu rosto, ele virou os braços para traz e pegou meu cacete apontando para o seu buraquinho, tentou sentar e enfiar a cabeça mas reclamou que estava dolorido do dia anterior, eu nao forcei pois nao queria machuca-lo, ficamos entao parados e so sentindo as contrações, entao ele falou:

- Eu quero muito!! Estou dolorido mas quero... - fui correndo ao banheiro e peguei uma pomada anestesica para hemorroidas (da minha irma), voltei e disse: - não quero que sinta dor nenhuma, quero que sinta o mesmo que estou sentindo – e ele respondeu que estava sentindo o mesmo, e que jamais tinha sentido tudo aquilo...



Me sentia agora mais seguro e comecei a passar um pouco de pomada nos dedos, expremi meu pau, misturando um pouco do melzinho do meu cacete com a pomada e fui lambuzando aquele cuzinho lindo, fiquei passando na portinha e depois fui enfiando aos poucos meu dedo indicador no seu reguinho, enfiei quase todo dedo e ele ja nao sentia mais dor, mas sim puro prazer, eu sentia toda sua carne envolvendo meu dedo, ele latejava mais forte agora, ele estava de bruços abrindo com as maos seu reguinho, meu pau ja estava totalmente lubrificado de prazer, entao me posicionei e comecei a enfiar a cabeça... nossa, como pulsavamos, nossas contraçoes eram fortes... fui enfiando devagar e ele começou a fazer uns movimentos de contraçoes que sugavam meu pau fazendo com que fosse entrando cada vez mais, ja estava com quase meu pau todo em seu cuzinho pela primeira vez... foi entao que ficamos novamente parados, latejavamos em um ritmo mais frequente e acelerado, eu sentia suas preguinhas e a carne esponjosa do seu cuzinho me chupando, parecia que tinha um coração em nossas partes intimas, estavamos em um extase, nos sentiamos um sá, eu estava deitado em cima dele, suavamos muito, nosso cheiro agora era um sá, nao nos movimentavamos, a nao ser para nos beijar, ele chupava muito minha lingua, o cuzinho dele e meu pau estavam fazendo tudo sem precisar de vai e vem, sentia tambem nossos coraçoes disparados... eu ja tinha comido varias vezes o cu de uma namorada mas nunca tinha sentido aquilo, ficamos por mais de 30 minutos, nos mexiamos muito pouco, as vezes eu dava uma bombadinha mas parava para sentir as contraçoes dele que eram maravilhosas, decidi mudar um pouco a posiçao, fui tirando bem devagar para nao machuca-lo, enquanto eu tirava meu pau de dentro dele podia ver nossas contraçoes e muito melzinho saindo daquele cuzinho maravilhoso, assim que tirei tudo o cuzinho dele se fechou formando um beicinho rosado lindo...



Deitei na cama, fiquei virado para cima e pedi que ele fica-se em pe na cama e senta-se no meu pau, ele ficou de pe mas de costas para mim e foi se agachando devagar, vi aquele reguinho se aproximando e precisei segurar firme meu pau, pois latejava muito, ... ele foi encaixando bem devagar, deixei ele comandar para que se senti-se confortavel, o cuzinho dele foi abocanhando bem devagar meu pau que escorregava para dentro dele... aquela posiçao era otima, pois eu podia assistir tudo de forma agradavel, ele desceu ate encaixar quase tudo, deve ter sobrado uns quatro centimetros de pau pra fora, mas estava otimo, entao ele parou ficou nessa posição (cocoras) e ficamos mais uma vez nos deliciando com nossas contraçoes, eu via os labios daquele cuzinho rosado piscando no meu pau, aquilo me deixava em delirios de tesao, ele gemia intensamente e acelerava cada vez mais as contraçoes e vi entao que ele queria gozar... ja estavamos a mais de 1 hora naquele extase desde que subimos para o quarto foi entao que ele se agachou mais interrando todo meu cacete no seu cuzinho e começou a gozar... ele pulsava tanto que explodi em gozo tambem, meu esperma vazava pelos labios do seu cuzinho e escorria em suas coxas e no meu pau... ele ficou alguns segundos ali e depois tirou bem devagar, o tesao foi tanto que meu cacete ainda estava meio duro, ele se virou deitou em cima do meu peito e disse que jamis na vida iria me esquecer, ficamos nos beijando e se recompondo durante uns 20 minutos... me levantei e o dirigi ao banheiro onde ficamos um lavando o outro, entao eu disse que aquele dia estava apenas começando, ainda tinhamos a tarde e a noite toda.... que sera relatado na parte 3



Espero que tenham gostado, esse relato é totalmente verdadeiro e consigo lembrar dos detalhes como se fosse hoje, cheiro, clima, tudo foi maravilhoso...















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


evangelica casada e puta sendo esculachadanoite com a cunhada casada contosconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliacontos eroticos sequestroconto erotico, a cunha q levou rola por curiosidadeconto erotico gay cuzinho rosinha tapas socabuceta gegadeSexo anal "nunca mais fui a mesma"condos erodicosconto erotico comviadinhocontos eróticos a puta mal conseguia caminhar no saltotrepafa de caronacoxinhas grossas conto eroticoconto erotico A NINFETINHA AMIGA DA MINHA SOBRINHA 3Comtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigoconto fiquei pelado na frente da médicavídeo de mulher conto dar o cu ele micha de dormeu amigo pediu pra eu comer sua namoradacontos eroticos de putas e putoscontos erotico levwi minha esposa numa suruna de suprwsaGozando na boca Abrantes dela chupar"ficava mexendo no pau"sou casada e mau fudida e minha bucetinha carnudinha e o velho aproveidoupornoxota video casada fudendo com serventecontoseroticos- meninas novas e espertinhasSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eroticos cunhadinha dormindocomtos dei.pro pastor alemaoporno club conto eroticos de meninos gaysPiroca de 25cm - conto eroticovi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticosprima madura solteira na casa de praia contos eroticos pornoContos erotico me exibicomtos eroticos bebo porra de veilinhovideo fui enrabado no acampamentocontoseroticosdeincesto/irmaoeirmaler contos eroticos com fotos trasei com uma velhaConto erotico mamae deixou papai come meu cu em quanto chupava elacontos eroticos gay game apostaconto erotico meu avocontos eroticos na piscina com oa filhoscontos eroticos crossdresserContos irma mais velhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eroticos meninas x gorilasamiga viuva da mamae pediu pra levar ela na casa de praia contos eroticosContoseroticosdesenhorascontoseroticos sogra e genro na agua da praiacontoerotico.com/mudinhacontos menino calcinhacontos eroticos sobre voyeur de esposacontos de corno surpresaContos de deu o cu por drogasContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de mulheres desconhecidasquero ler conto erótico de sogro f****** com a mãocontos eroticos ela não queriacontos e vidios padrinho gay e afilhado so enrrabadacontos eroticos na arrombada noite de nupsiagostei de ser enrabadoanus enrabadobebê g****** contos eróticoscontos o pau do meu genrocontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carrogostosa da propaganda da Tininhacontos eroticos papai gozando na minha bocaconto fodida pelo amigo da minha maevizinha conto realSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos erótico me rasgaram mo acampamentoCasada de.fio dental contosobrinho batendo punheta com as sadalia de salto da tia conto eroticonovinhos fodeno apremira veizContos madrasta putacontos dando o cu antes dos dez anosfoto da minha sobrinha pimentinha que veio passar o carnaval com o tioconto erotico safado me comeu com meu marido do lado dormindoguado o cavalo tramza a rola dele fica detro da eguaconto erotic meu treinado taradopornodoido transando na frente dos outros discretamentecontos gay com o amigo do meu namoradocontos adoro dar minha bundinhacache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html contos eróticos irmão e irmãcontos eróticos gay comendo o cu do garoto oferecidoContos virei a puta dos oito negros picudospezinhos da minha sobrinha contos eroticosconto menor me comeu