Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

OS PEDREIROS ARROMBARAM O FILHINHO DO PATRÃO IV

Carlos16 voltou e disse:

- será que o cu dele aguenta suas rolas juntas? – arregalei os olhos enquanto pedro20 me levantava e me desengatava de sua jeba

- acho que sim, vamos tentar joão19? – pedro19 respondeu não pensando no que estava prestes a fazer.

- ah! Porque não! – então os três olharam para mim com um sorriso sádico estampado em seus rostos másculos.



Carlos disse:

- então eu vou comer ele de novo enquanto pedro20 endurece este caralho cabeçudo ai! E você joao19 fica ai de pau duro e espera o pedro20! – todos riram e assentiram, os dois que me comeriam ficaram sentados no chão esperando enquanto carlos16 que me colocou de bruços no sofá e ergueu uma das minhas pernas, deixando meu cuzinho totalmente indefeso para seu cacete já duro feito pedra, de novo!



Em uma atolada rápida e com muita dor ele enterrou pela terceira vez a rola quase insaciável, a cada posição diferente sua rola alargava pontos específicos do meu rabo, e doía em diferentes pontos também, metendo com vontade e ignorando meus gritos e gemidos de dor, ele me levantava levemente e quase arrancava meus mamilos de tanto girar, ele em dado momento pegou minhas bolas e apertou com muita força, me fazendo contorcer de dor, os tapas já não ardiam tanto comparado as novas formas de dor de cada posição. E depois de uns 25 minutos finalmente senti sua rola explodir em porra no meu rabinho, que sofreria mais.



Carlos16 retirou o cacete e já foi na minha boca e enfiou, por estar amolecendo ele já conseguia enfiar pelo menos a cabeça e uma pequena parte. João19 então deitado no chão com a vara apontando o céu me olhou e disse:

- bichinha já pode ir sentando aqui no meu caralho que ele quer mais cuzinho! E agora com companhia! – gelei, obedeci com receio e me movendo devagar, agachei perto do cacete já tão duro quanto da primeira vez e desci ate a metade, pedro20 veio por trás e forçou sua cabeçorra no meu estuprado cuzinho, tentou de várias maneiras até desistir e sugerir fazer o contrário, então levantei do cacete de joão19 e pedro 20 sem perder tempo enterrou o caralho cabeçudo dele.



Com o caralho de pedro20 enfiado até a metade eu suavemente desci no cacete de joão19, deu certo, sua cabeçinha se infiltrou pela lateral do meu cu me arrancando gemidos de dor, ele enfiou até a metade também e os dois machos juntos começaram a enterrar mais, seus dois caralhos juntos eram um pouco mais grosso que o cacete do carlos16, eu não tinha mais força de gritar e chorar, sá sentia a dor e em vão soltava suspiros de dor. Em certo momento eles pararam e descansaram um pouco, primeiro porque eu estava quase desmaiando e segundo porque estava difícil de fazer caber os dois.



Continuaram forçando cada vez mais, até que os dois sacos peludos se encontraram e os dois suados riram da situação, esperaram por mais algum tempo e depois continuaram bombando em um vai-vem lerdo devido à dificuldade. Gemia feito puta de novo finalmente sentindo o prazer das varas me arregaçando, o que foi um sinal verde para eles aumentar a velocidade e me arrancarem gemidos mais fortes, gozei muito na barriga de joão19 que passou a mão e esfregou na minha cara enfiando quatro dedos sujos na minha boca.



Depois de 30 minutos a vara de joão19 endureceu, pedro20 parou de se mexer e deixou joão19 bombar ate gozar sua porra quente nas minhas entranhas, pedro20 então ficou mais uns 5 minutos bombando feito um louco até eu sentir sua porra vazar junto com a do outro homem que me arrombava. Pedro20 então deitou em cima de mim fazendo um sanduíche com meu corpo, enquanto as rolas amoleciam no meu toba, eles então tiraram os cacetes e me colocaram ajoelhado, me fazendo mamar de novo as jebas. Assustei ao sentir o cacete de carlos16 invadindo meu corpo de novo.



Carlos16 batia as coxas com firmeza nas minhas, arrancando gemidos, sua rola não estava tão firme quantos das outras vezes, o que tornou um pouco mais gostoso, principalmente depois de ter sido arrombado pelos dois que eu mamava e já apresentavam sinal de vida, seus cacetes também não apresentavam a mesma firmeza, mas eles compensavam em porrada, até agora o momento que eu mais apanhei foi este, eles não falavam nada, sá me batiam e gemiam feito animais selvagens.



E depois de uns 30 minutos apanhando e esperando eles gozarem de novo, carlos16 tirou o cacete do meu cu, me fazendo sentir aquele frio na barriga e aquela sensação de vazio de novo, ele foi pra minha frente e os três gozaram na minha boca um de cada vez me fazendo esperar com a boca cheia de porra a cada jato de esperma quente que me atingia. Depois disso eles saíram, da sala me largando lá pelado, com o cu arrombado e com a boca fedendo porra, arrumaram as coisas deles e me agradeceram pela tarde maravilhosa, me fazendo um carinho leve, e ainda deixando uma ameaça de morte se eu contasse para meu pai ou fosse depor por estupro.



Me senti orgulhoso de ter aguentado os três machos me comendo a tarde inteira (mesmo tento chorado e reclamado muito e desfalecido uns minutinhos), depois me levantei arrumei a sala e passei um spray de cheiro que estava no banheiro, pois a sala fedia suor, porra e sexo. Fui tomar um banho e tive que enfiar a mangueirinha do chuveirinho fundo no meu cu que ardia muito e esperar sair toda a porra que escorria abundante pelas minha pernas. Sai do banho peguei o hipoglás e fui ao espelho, meu cu parecia um cano de PVC enorme, passei quase o tubo inteiro e coloquei uma cueca meio larguinha, fiquei uns três dias disfarçando e quase não ocnseguia sentar, pois meu cu estava doendo muito, a ardência passou, mas doía demais.



Ninguém nunca descobriu e eu nunca mais vi os três machos que me comeram...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


embebedei a minha mulher e fiz ela faze gang bang com os amigos xvideosnovinha arrombada por maduro contos eróticoscontos eroticos "sou casada" "me respeite"contos amiga faculdade nudismoconto macho fica pelado kero contos d pai emgravidando a filhacontos eroticos.meu amante exigiu que minha filhinha participasseminha madrasta querida contosmamaedeixou gozar no seu cuContos eróticos de rabudas casadasSou casada mas bebi porro de outra cara contosConto erotico comendo gordinha durante colheita do caféContos eroticos de homem que estava batendo punheta no trem na frente de todo mundo semvergonhacasa do conto erotico velhascontos eroticos minha esposa eo porteirocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto nao queria mais dar mas o negaocomeucontos eroticos namorada casa de praiacontos patrao chantageia funcionário pra comer a mulher gostosa do funcionárioTennis zelenograd contocontos a crente da a buceta e corno fica na punhetaconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadocontos eroticos sequestrocontos seduzindo o marifo da tiacontos eroticos fui cumida a traz do salão da igrejaconto erotico de lebisca tirou virgindade irma mais novoimagens de conto de homem macho transando com entregador de água machocontos eroticos esposinha e o velhaocontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornocontos eroticos chantagiei meu paiContos eróticos raiva muitacontos eroticod minha esposa deeu para o vizinho pausudaConto erotico na cama com a tia coroa puta.comSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconots eróticos zelador Alfredometendo A lingua na xaninha da novinha contos contos porno de velhos caipira comendo viadoConto de neto dopa avo e come a buceta delaconto de mulher casada viciada em dar o cu para o cunhadocontos eróticos sobre irmã bucetudafilho da vizinha contos gay heterocontos eróticos na roça com minha maeconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhasou apaixonado pela minha mãe sexo incesto contos novospinto duro pra tu noivaCasada viajando contoscontos gay menino bundudovelha cavala virando olhoEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticocontos bi eu e meu primo e minha prima meu primo gozo no meu rabocache:Mv8ofPqARV8J:tennis-zelenograd.ru/m/conto_4525_os-amigos-da-minha-adolescencia-i.html contos eroticos iniciando nudismoconto de mulheres molhadinhasContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendaconto cu ensopado de porra gaycontos eroticos tia marta morena coroa tenho bunda grandecontos "olha como * meu cuzinho"contos eroticos sequestroconto eroticoso cunhado da minha irmãcontos eróticos meu marido tomando chimarrão e o amiguinho do meu filho cuidando minha bucetinhaflagas de encesto com zoofolia contosdia dos namorados incesto contoFlagrei minha esposa me traiu com negros de programa conto eroticoaproveitaram meu cu comeram fuderamconto gaypodendo com a sogracontos colocando menina pra mamarcontos eroticos comi um viadinho de calcinhaassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casaconto erotico estrupo treinador canto erotico comi virgempôrno pima maveliacontos incesto padrinhos carentescontos na praia tirou o selinho da cunhadinha novinhaCasada viajando contoscontos eroticos mamãe apanhandocontos de orgia com maecontos dando para o excontoeroticos velhos com namoradametendo na irmã dormindo boa f***contos eróticos enteada me provoca eu goza dentrocontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaonem peitinho teen grita na pau do voconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontoseroticossandracontos me fuderam atraves de chantagenscontos descobrindo minha xaninhaa amiga resolve acordar a amiga com a mão na buceta delacontos eroticos hospital a tiaWww a esposa apanhada com buceta aberta peluda sendo arrombada por dotado.conto real