Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ARROMBADO PELO SOGRO

Célia e eu já namorávamos à algum tempo quando fui apresentado à sua família. Depois disso comecei a ir à sua casa com bastante frequência, seu pai era um espanhol de estatura mediana, mas era bem forte, usava rabo de cavalo, tinha um grande bigode e tinha fama de ser mulherengo. Uma tia de Célia tinha feito uma cirurgia e minha futura sogra decidiu que iria visitar a irmã e ela resolveu acompanhá-la, ficariam fora por três dias. Como elas viajariam pela manhã, eu passei por lá apás o trabalho, para me despedir delas. Quando eu estava me despedindo para ir embora, sua mãe me disse que eu poderia dormir em sua casa durante esses dias e assim faria companhia para o seo Pépe, como era conhecido seu marido, eu disse que sim. Na noite seguinte fui para a casa do seo Pépe preparado para dormir lá, ele me recebeu como sempre, tomamos uma cerveja e assistíamos TV quando o telefone tocou, era minha sogra ligando para ver se tudo estava bem, ele conversou um pouco e me passou o telefone para falar com Célia, enquanto falava com ela vi quando ele entrou no banheiro, pois a porta dava bem de frente ao corredor onde ficava o telefone, deixou a porta aberta e começou a mijar. De onde eu estava fiquei pensando “nossa, como é grande a rola do meu sogro”, chacoalhou e continuou segurando o pau por mais um instante, depois lentamente começou a guardá-lo e eu observando tudo enquanto falava ao telefone. Mais tarde um pouco, depois de mais uma cerveja fui ao banheiro, ele entrou logo atrás e disse que como era sá prá mijar cabiam dois, ele ficou do meu lado e tirou aquela jéba enorme e ficou ali, sem mijar, sá com o pau de fora. Foi quando senti sua mão na minha bunda, no momento fiquei um pouco constrangido, mas olhando para sua rola e sentindo sua mão alisando minha bunda, comecei a sentir tesão, seu pau começou a ficar duro e ficou enorme, sem nenhum pudor segurei aquele mastro que pulsava na minha mão e ele cutucava meu cuzinho por cima da calça. Abaixei e meti a boca naquela rola deliciosa, ele segurou minha cabeça e começou a meter na minha boca,bem fundo e com força, meu pau estava quase explodindo, quando ele me puxou para o quarto e começamos a tirar a roupa, ele me empurrou para a cama e me virou de bruços, deitou em cima de mim e começou a enfiar a língua na minha orelha, enquanto sua rola quente roçava na minha bunda. Foi então que senti que ele cuspiu na mão e passou a saliva no meu cuzinho e pincelou meu rego com a sua pica, senti aquela cabeça enorme na entrada do meu cu e sem nenhuma preparação anterior começou a forçar, tentei dizer algo mas ele não me ouviu e continuou forçando até que começou a entrar a cabeça, meu cu começou a arder, de repente ele colocou as duas mãos por baixo dos meus braços, segurando meus ombros, me apertou e socou a rola todinha de uma vez no meu rabo, meu grito foi grande e a dor era a pior do mundo, comecei a me debater e ele me segurava com força e enterrava a rola mais fundo, gemia e seu tesão aumentava mais quando eu tentava sair debaixo dele, então ele começou a meter, enfiava e tirava, socava a rola até o fundo do meu cu e tirava quase toda prá fora, depois enfiava de novo, eu agora estava dominado e meu cu já não doía tanto, então comecei a curtir aquela fáda e era delicioso, sentir o macho me dominando quase que a força, eu sentia sua respiração ofegante na minha nuca me dando um prazer enorme, então comecei a mexer minha bunda e isso deixava ele louco e ele metia com mais vontade até com uma certa violência que eu ouvia o barulho da sua rola entrando e saindo do meu cu. Entre prazer e dor eu gozei e ele continuou metendo, arregaçando cada vez mais o meu cu, ele não gozava nunca e socava a rola, eu gemia e ele urrava, até que começou a gozar dentro do meu cu, seu pau pulava dentro de mim e quanto mais gozava mais apertava aquela tora no meu rabo. Depois continuou em cima de mim por um longo com sua rola ainda enfiada no meu cu, soltou todo o seu peso em cima de mim e fungava no meu pescoço, me senti como se tivesse sido fodido por um animal feroz. Quando saiu de cima de mim seu pau já estava totalmente mole e eu senti a porra quente saindo do meu cu e escorrendo no meu saco. Tomamos um banho e dormimos juntos na mesma cama. Apesar de ter sido dolorida aquela até então foi a melhor fáda da minha vida, foi delicioso ser totalmente envolvido por um macho. O que houve depois eu conto em outra oportunidade.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos Soninha do vovô parte2o pau do meu marido nunca tinha feito minha buceta sangra eu não sabia que minha buceta ainda era virgem eu tava sozinho em casa com o amigo do meu marido ele no meu quarto ele começou a fuder minha buceta que sangro eu disse pra ele você me fez eu ser mulher você tirou minha virgindade da minha buceta conto eróticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaSiririca contoscontos eróticos vítimacasa do conto erotico velhasContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas nivinhas dormindo e provocandoa velha e o pedreiro contos eroticoscontos catinga de cúporno contos eroticos comeu priminha inocente nas feriasmulhe sora no pau fudedocanto erotico de homem de calcinhacontos de cú de irmà da igrejacontos eroticos a forçacontos eroticos cavalo leitecontos comi minha cunhadatravesti pau duro contosconto erotico doce bruninha novinha no coloconto erotico chupando pau desde cedoRenato shortinho coladinho fazendo na rolacontoincestocolocontos eroticos familia camping nudistacontos de cú de irmà da igrejaporno club conto eroticos de meninos gaysconto mulher arrombada chorameus peitinhos doíam...desenho porno dos flinstons cadamento.da pedreitacontoseroticos o cabaço do cu da maninha aicontos eroticos gay femeaconto erotico amassos na escolacontos de cú por medoconto erotico cagando durante analporno so no cu dasgotascontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos mae da minha namorada perguntou me punhetovi meu filho na punhetacontos sexo minhas meninas do sitioFoderam gente contos tennsContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos abusada pelas amigasmeu tio safado gosta de mim ver de vestidinho curto pornoporno club contos eroticos de meninos gaysvideornposscontos eroticos mae filho filhaconto gay estupradourso velho peludo gay contosconto meu cu te amo grossContos casado chorando na rola do ricardaoconto erotico mulher casada ajudano um mendigo pirocudoTennis zelenogradContos eroticos meninas x gorilasconto erotico em contrei droga no quarto da minha irma chatagiei e comi o cu dela com 22 cmcontos eroticos real desabafopintelhos na transparencia das cuequinhasMinha cunhada bebada querendo da pra mim contoeuconfessocunhadao carteiro me pego com roupas femininas gaycontos de cú de irmà da igrejacontos tudo enfiado no cucontos de corno minha mulher me trocou por outroconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leiteContos de casada estrupada dentro de casahistorias eroticas de irmaos gayscontos eroticos troquei marido pela vizinhacontos eróticos eu e minha amiga transamos na baladacontos erotico de puta gemendo muitocontos eróticos quentes minha namorada em dp reaisconto eroticos baile de carnaval c. filhacontos transei por dinheiroContos eroticos... Uma rapidinha com a cunhada de vestidocontos de crossdressercontos eroticos carnaval sai de cuzao e shortinhoconto erotico feia contos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadosConto erotico gay homem goza usando.vibradorsó um pouquinho contos conto erótico sonifero