Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIREI GARANTIA PRO EMPREGO DO PAPAI

VIREI GARANTIA PRO EMPREGO DO PAPAI!

Meu nome eh Bruna, mas me chamam de Bruninha, pois tenho 19 anos e um corpinho mingnon, lourinha, bundinha bem redondinha e arrebitada, peitinhos de m[edios pra grandes, mas bem firmes e redondinhos com biquinhos m[edios terminando a fase de formacao. Bem, sou uma menina simpatica, mas um tanto timida, gosto de ficar em casa lendo e escrevendo nos meus tempos de folga, sou super familia, amo os meus pais e estamos sempre juntos fazendo uma coisa ou outra ... somos uma familia feliz ... tbm tenho uma irmazinha menor, a Jana, que tem 19 anos, mas dela falo outra hora. Meus pais são os melhores do Mundo, estao sempre fazendo tudo o que podem por mim, me dando as melhores condicoes de vida e estudo. Bem, na verdade, financeiramente, a vida aqui em casa não ia muito bem, há muito tempo que estavamos sentindo na pele os efeitos da crise da classe media .. meu pai era funcionario de uma empresa de cartuchos para impressora, não vou citar o nome, mas eh uma das maiores do mercado .. ele era gerente de vendas, sempre se deu muito bem no que fazia, ate mudar o diretor-presidente da empresa ... o cara era um saco-de-bosta em pessoa, insuportavel, arrogante, um velho nojento que achava ser o centro do Universo ... ninguem mais aguentava ele, pois era comum a perseguicao aos funcionarios mais antigos, os que ganhavam mais .. obvio, e um deles era o meu pai. Todos os dias papai chegava em casa contando alguma historia sordida daquele velho intragavel. O clima na empresa estava ficando cada vez mais insuportavel, mas meu pai nem cogitava a ideia da demissao, ate por que em breve eu faria o cursinho e ainda tinha a minha irmazinha na escola. Bem, tres dias antes do que irei relatar pra vcs, notei que papai e mamae andavam meio estranhos, conversavam ate altas horas, as vezes ate discutiam, mas sempre escondidos, pois nos respeitavam muito.

Certa noite,depois que cheguei de uma amiga, notei que meus pais estavam ainda mais estranhos do que nos outros dias, mas não quis perguntar nada .. dei um beijo neles e fui direto pro meu quarto ... tomei um banho bem demorado e gostoso, aproveitei pra me depilar todinha ... sou muito vaidosa e higienica, gosto de me sentir bem limpinha e perfumada ... bem depois de me depilar bem e sair do chuveiro, passei um creme bem cheiroso que ganhei de minha mae e me vesti com um baby-doll de seda lindo, super confortavel pra dormir ... deitie na cama e comecei a ler um pouquinho. Passados alguns minutos, ouvi a campainha tocar ... achei estranho alguem as 22h chegar la em casa ... entao resolvi descer ate metade dos degraus da escadaria e observar quem era ... pra minha infeliz surpresa, era aquele velho asqueroso chefe do meu pai! Ele chegou com uma cara de poucos amigos e logo jah estava meio que discutindo com o meu pai ... minha mae veio e tentou acalmar os animos, mas de nada adiantou ... vi que o clima estava tenso ...meu pai pediu que minha mae fosse a cozinha pegar algo para que bebessem ... não podia ouvir muito, mas percebi que o velho estava precionando meu pai por alguma coisa, meu pai parecia bem preocupado e tentando falar baixa pra não chamar a nossa atencao ... quando tentei me aproximar, acabei fazendo barulho ... ambos olharam para mim ... meu pai com cara de desaprovacao por eu estar ouvindo, mas aquele velho, Meu Deus, que nojo .... olhou com uma cara de tarado e logo foi me chamando –“mas que menina bonita esta, eh sua filha, eh” ... mau pai, bem sem jeito confirmou com a cabeca .... venha ca menina, disse o velho .. sente-se aqui comigo e com o seu pai. Eu estava me sentindo muito envergonhada por tudo, alem do mais, nunca tinha vestido uma camisolinha tao curtinha perto de outro homem, alem do meu pai. Aquele velho me olhava com uma cara desprezivel ... percorria meu corpo observando cada curvinha jovem ... meu rosto de princesinha lourinha, meu seios que marcavam a camisolinha de seda, minhas perninhas clarinhas e lisinhas que mal eram cobertas pelo baby-doll. Eu senti nojo daquela situacao, estava com medo.

Passados alguns instantes, o velho chamou meu pai em um canto, os dois conversaram um pouco e logo voltaram ... meu pai estava com uma cara estranha, parecia que tinha bebido, não parecia ele, mal falava... entao o velho foi falando – “estava dizendo para o seu pai que vc eh muito bonita”, eu ruborizei ... “e tbm muito gostosa!” .. olhei assustado pro meu pai, mas ele nem mudou sua face ... “estava querendo conhecer um pouco mais vc” – “Cesar, porque não mostra um pouco mais de sua filhinha” ... não entendi o que ele estava dizendo, mas quando senti a mao de meu pai em minha coxa, não pude acreditar no que via ... mau pai, passando a mao em mim ... fiquei sem reacao, tentei revidar mas não conseguia, estava petrificada, com muito medo ... e aquele velho me olhando, babando e dando ordens pro meu pai ... “Isso Cesar, passa a mao nela bem devagarinho que ela esta deixando sem problema”... Minha nossa, aquilo parecia um pesadelo, como podia, meu pai parecia um cachorrinho obedecendo aquele velho .. continuava passando a mao em minha coxa lisinha, olhando para minhas pernas, eu não sabia o que sentir ... o velho pediu que ele levantasse meu vestido, ele obedeceu sem hesitar e aquilo comecou a fazer eu sentir algo estranho, meu pai parecia um submisso coelhinho nas maos daquele velho e nao fazia nada pra proteger sua filhinha indefesa ... eu estava excitada e, ao mesmo tempo com nojo ... eu sentada naquele sofa quase nua, meu pai ao meu lado me acariciando e levantando meu vestido e aquele verme a nossa frente gostando do showzinho. O velho ordenou que meu pai afastasse minhas pernas para aparecer a calcinha ... a esta altura eu jah estava ajudando o meu pai sem sentir ... abri bem as pernas de modo que aqueles dois machos depravados pudessem ver bem minha calcinha de rendinha cobrindo aquela bocetinha depiladinha que jah estava bem molhadinha com toda aquela louca depravacao. Recostei no sofa e coloquei os pes em cima do mesmo. Meus biquinhos dos seios pareciam que iam furar o baby-doll. O velho entao pediu que eu me tocasse suavemente na calcinha ... enquanto eu pensava eu fazer, ele tirou seu cacete de dentro da calca e comecou a se masturbar, pediu entao que meu pai fizesse o mesmo ... nossa, eu gelei ... mas quando olhei pro lado vi meu pai com seu caralho enorme batendo uma punheta e me olhando entre as pernas. O velho pediu que ele abaixasse meu vestido tirando as alcinhas ... o cachorrinho obedeceu de novo, pegou pelas alcinhas e foi baixando, quando viu meus seios durinhos de menina não aguentou e largou um suspiro de tesao ... aquilo era muito excitante e depravado, nunca imaginei algo assim. O velho pediu para eu molhar o s dedos indicadores com saliva e ficar massageando meus bicos duros e minha areola, enquando eles se masturbavam. Estava me sentindo a vadia do meu pai e do seu chefe. De repente, quando olho pra cozinha, vejo minha mae escondida atras da porta se masturbando como uma louca, balancava a cabeca e mal conseguia ficar de pe. Aquilo foi o suficiente pra eu ficar encharcada, minha bocetinha escorria meu liquidozinho. A calcinha estava toda molhada, ficando bem marcadinha. O velho olhou pra tras e, vendo a minha mae, a chamou –“Vem aqui dona, vem ver como tua filhinha creceu, vem provar um pouqinho dela tbm”. Aquela ordem era demais, não podia imaginar minha mae me tocando, mas ela veio com se fosse uma outra pessoa, me olhou e disse- “Ta gostando filhinha, de ser puta do papai e do velho ai, por que não mostra o que tem debaixo dessa calcinha molhada!” ... Estava me sentindo uma vadia mesmo, e olha que ainda era virgem .. estava preocupada com isso! Quando tirei minha calcinha o suspiro foi geral ... uma bocetinha toda lisinha, rosinha e cheirosa, que brilhava pelo liquido que escorria. O velho pediu pra minha mae se aproximar junto com meu pai e cheirarem minha xaninha ... minha nossa, mamae e papai com o rosto colada em minhas coxas e seus narizes encostando na minha xaninha ... eu devo Ter gozado 2 vezes ... minha mae dizia –“a vadiazinha botou aquele creme cheiroso em todo o corpo, de certo jah tava querendo dar pra alguem!”... aquelas palavras entravam em meus ouvidos como afrodiziaco! Eu arregacava as pernas como querendo colocar seus rostos pra dentro de mim, mas eles nem mesmo me lambiam, apenas ficavam me cheirando com aquela respiracao ofegante, passando a mao em meus peitinhos duros, com os biquinhos estourando. Depois de um tempo, o velho pediu que me virassem de brucos e que me recostassem no sofa, ficando com os bracos sobre o encosto. .. –“Quero ver esta bundinha virgem arrebitadinha pra mim!” dizia o velho que não parava de se masturbar! Eu me virei com ajuda dos meus pais, que não perdiam tempo e acabavam passando a mao em alguma parte do meu corpo. Quando me virei, testemunhei mais uma cena chocante .. minha irma mais nova, de 19 anos, observava tudo da escada, mesmo lugar que eu estava, e, ainda por cima, se masturbava vagarozamente. Não sabia mais no que pensar, me sentia num puteiro, tudo estava confuso e resolvi me entregar completamente ... levantei bem a bundinha pra que vissem o meu cuzinho bem apertado e rosinha! Enquanto eu olhava minha irmazinha nos olhos, meus pais lambiam, languidamente, os meus pes com se fossem engoli-los meu cuzinho piscava de tesao e meu corpo novinho parecia que não ia aguentar tanto prazer! Depois que pararm de me lamber, meu pais abriram bem minha bundinha e eu me senti completamente invadida por seus olhares ... ouvi um barulho que parecia uma maquina fotografica, estavam tirando fotos do meu cuzinho e bucetinha virgens e rosinhas. Eu queria que enfiassem qualquer coisa dentro da minha boceta, mas eles ficavam apenas passando suavemente seus dedos nas minhas entradinhas virgens e babadas de tanto tesao. O velho tirou varias fotos de mim em varias posicoes. Todos ficavam em cima de mim, me acariciando e babando de tesao, não me penetraram ... estava me sentindo um puta vadia, mas estava adorando... nunca tive tanta vontade de transar antes. Depois que todos gozaram e tirarm varias fotos pediram que eu me vestisse e subisse. Minha irma já tinha saido. Fiquei ouvindo um pouco ainda a conversa e entendi que o velho ia colocar minhas fotos em algum site secreto, so de meninas como eu, e que eram chantageadas e obrigadas a fazer isso em troca dos empregos dos seus pais. Não tinha entendido ainda como meus pais haviam concordado com aquilo tudo, ... mas isso eh uma outra historia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


novos contos eróticos mulheres encinando seus cachorros a cheirar e laber suas bucetascontos eróticos dando o cuzinho no swingconto erotico minha mim deixado de castigopornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elaContos eroticos de irman eirmaoSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto gay no matocontos meu marido da pica pequenaCasadoscontos-flagrei.contos de incetos e orgias entre irmas nudismopraia guaratuba contos sexocontos d cachorros mamandoContos esposa eo caseiroSOBRINHO DOTADO ME ARROMBOU CONTOcontos eroticos de cu fedidonetinha virge de sainha estruooConto tia a massageava o pauTennis zelenograd contocontos hetero oferecendo a bundinhacontos erotico ele quis ser corno e eu providencieivideos de cornos que chuupamcontos comi o cu da mamãeConto dei o cu no cine repúblicavideo di japonesas e travestis dorminomorena dano a boceta po cavelecontos comedo gay e heteroas meninas brincaram com meu pau contossou mega bunduda.contos eroticoscontos de coroa com novinhodupla penetracao sexocontosminha irmã minha amanteGozei no pau do meu irmão contosmelhores historias porno´ detalhe por detalhegozando dentro do tamanco contoscontos eróticos de amigos com mts mamadasporno club contos eroticos de meninos gayscontos eroticos beijando com porracomi minha filha pensando que era a minha mulhercontos erótico- fui estuprada e gosteiwww.contopadrinho.comGozar nos pés contocontos eroticos com foto empregada rabuda baixinhavideos chupando a xoxota uma da outra o clitores bem lisinhoconto erótico minha esposa caiu na ciladaconto erotico esmagou cu esposaContos não sabia que era traveco e regasou meu cucanto erotico levei rola do meu amigosogra finje que esta dormindo e jenro come seu cu contosFlagasdeencestofreira sedutora conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casafudode a sogra deliciaDe repente...minha mulher fodeu com todosSou casada fodida contocontos eroticos mae senta no colo do filho de saiaminhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duaseu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticosFoderam gente contos tennsconto gay velho do ônibusgozoucomporno bundas de morenas com cabelos longos mastubandosmulher enrolada na toalha fica excitada e trepa gostosoentei no quarto da minha primaanal vovo bunduda safada contosconto chantagem com a patroameu pai me castigou me comendi econtoMeu marido deu carona para um estranho e me insunuei pra elepassando a mao no grelhoconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigamenina sapeca esperou a tia sai e foi bulina com o tioo treinador me abusou conto erotico gayCheirarão a calcinha da minha esposa contos reaisminha esposa me contando os detalhescontos eroticos brincado de se esconder no recreioconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigacontos de coroa com novinhoconto erótico "me bate" tapas na cara bundãocontos eróticos comendo grama grávidaquero seducir minha sogar para fudelaconto fiz troca troca com meu amigo depois de velhoProvoquei e foi arrombada porno conto momento papo de mÃe pornodepois de mais de 20 anos casados minha esposa topoucomendo amae domeuamigo porno leisbicohttp://transei com meu tio na fazenda contos eroticos gayconto esposa caralhudoTrepadas no caminhao cabineconto teen neguinhoporno minha rotinfoto de conto eroticos da minha sobrinha pimentinhacontos de casadas o negro desconhecido me arromboucontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mim