Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENFERMEIRA CASADA E SAFADA

Este conto é real e aconteceu em 2006. Eu a conheci pela Internet, depois de muito teclar, resolvemos nos conhecer. Morena clara, cabelos médios com luzes, seios fartos e bunda arrebitada a calça apertada, mostrando que a calcinha estava enterrada no seu grelinho. Fiquei louco de tesão por aquela enfermeira, já sabia que ela era casada, mas e dai aquele monumento seria minha. Passado vários encontros um dia ele me disse que queria me encontrar no trabalho dela. A safada é enfermeira em Brasilia, sai de casa de manhazinha e cheguei na hora do almoço. Ela me pediu pra ir para um lugar bem tranquilo, pois estava cansada e queria relaxar. Fomos para um motel, chegando lá ela tomou uma banho e nos deitamos, comecei a acariciá-la e ela começou a gemer; ela colocou uma camisola, sutian e calcinha, mas a medida que a beijava e acariciava ela começou a se despir, vagarosamente, primeiro tirou o sutian que delicia de seios, mordisquei-os os bicos por cima da camisola e seguida notei como a calcinha que era de renda estava enfiada dentro da buceta dela e do cuzinho, que delicia. Comecei a massagiar seu clitoris e sua bunda ela começou a gemer mais forte, que tesão, meu pau já estava esplodindo dentro da calça, ela percebeu e tirou o pau para fora e começou a me chupar, ai não teve mais jeito, arranquei sua camisola e a calcinha e pronto aquele monumento estava nua ao meu dispor. Eu cai de boca na buceta dela, lisinha cheirosa e ela sugando meu pau. Nesse momento o celular dela toca era o marido perguntanso que hora ela iria voltar para casa, ela trabalha em uma cidade e mora em outra. Ela disse que so iria a noite, pois naquele momento estava muito ocupada, cuidando de um paciente. E como estava cuidando, me sugava e eu segurando pra nao esporrar, ela para fica de 4 e diz: mete na sua puta, sempre foi isso que você queria, mete. Meu pau já estava no ponto, enfiei devagar, ela gemeu e fez uam carinha de dor, mas em seguida falou, arregaça sua putinha, então comecei a meter com força, ela gritando e dizendo força, mete com força; esse momento e nao aguentei e enchi sua buceta com meu gozo ela gritava de prazer e caimos na cama de cansaço. Depois de alguns minutos fomos nos refrescar na banheira, pegeui nos braços e comecei a suagra seus seios, como são gostosos, ela segurou meu pu de novo e começou a me punhetar e e sugando seus seios, sentei na borda da baheira e ela de novo comeou a me chupar, logo ela estava sentada no meu pau subindo e descendo, ela susurrou: meu cuzinho que ser pau. Mas vimos que já estava tarde, tinhamos que voltar para a nossa cidade, ela me beijos e saimos. Quando estavamos chegando o marido dela liga perguntando onde estava, ela disse que estava chegando e que tinha tido uma trade muito poveitosa, mal sabe el que a tarde toda foi no meu pau. Como é safada e gostosa minha enfermeira Elaine Christina. Num práximo conto eu relato que o desejo dela não ficou sá no desejo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos incesto pai e filha fisting"amor vou dar" amigo colegacolo do velho. contocontopaugrandeFoto casaro de gordinha de calcinhacontos minha esposa ainda resisteconto erotico estuprada de mini saiacontos comendo a sograconto o inimigo do meu pai me comeu contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casavideo porno cu virgem pau grande grosso aiiiii tira ta doendo sai paraconto erotico voce vai sentar na minha picaconto esposa viu amigo nuConto erotico sobre vibradoresposa santinha liberando o cuzinho para o sogrocache:ZlVInsUtxOIJ:https://idlestates.ru/conto_16496_o-flagra-de-papai.html titi do cu apertado emno amigo do meu filho me deichou mole contosonto de encesto fui pega minha filinha no prepia se acha ser pausudocontos eu novinha peguei num cacetao pretoeu e meu irmao gordinho na casa de praia contos gayConto nao sabia que minha primo era travesre eu come elecontos minha esposa viu o garotode pau duromãe c eroticosontoscontos boquinha da tiacache:W1LBQ3qfJocJ:tennis-zelenograd.ru/mobile/conto_21817_comi-cunhada-evangelica.html contos eroticos com a dona da fazendacontos sacsnagenbaba com menino contos eroticoscontos fudi a noiva do meu irmaoconto erotico gozei na boceta de minha comadrecontos eroticos/ á mulher do meu cunhadoquero ver menininho dançando com shortinho dando molemulher amarrada no curral para o pone com elacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoporno contos eroticos comeu priminha inocente nas feriasContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhoconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposacontos eroticos, dei a buceta pro traficanteultimos contos eroticos dando o cu pela primeira vez gayscontos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaiSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto de mulata casada no onibusjato forte coroa vomitaboquete no casado contocontos erótico eu ddie minha mãe depois de sua festa de aniversário enfiado a buceta na grafi de cama xvidiocoroa muito peituda tranzando com subrinhoconto minha tia tesuda peladafiz amor com minha irmacontoseroticos laura um vida de sonho 2contos pornos nas dunas gaiaconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem docontos de incestos posando na sograContos eróticos milha filha apaixonadocomi o cu de todas as mulheres da m familia conto etoticogosto de porra na boca contos eróticoscontoseróticossobrinha menininhamulheres que dao cu no primeiro encontro contoCasada viajando contosconto o borracheiro fudei minha esposacontos eroticos homem casado dando para o primoamava bater punheta no pique escondeZoolofia cominha cadela ler istoriacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto minha mulher cheia de porraeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos lesbicos princesa chupa princesacontos s eroticos a patroa de fio dental atolado no cu pequeno na frente aparecia toda a buceta eu de olho nela empregada submissa contos g meu amigo jogador